• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto

Geral

Alunos da rede pública concluem a disciplina ‘Projeto Minhocários’

Objetivo foi desenvolver um projeto de sustentabilidade ambiental

Quinta-feira, 07 Dezembro de 2023 - 17:36 | Redação


Alunos da rede pública concluem a disciplina ‘Projeto Minhocários’
(Foto: Divulgação)

O  ‘Projeto Minhocários’ desenvolvido na  Escola Estadual Padre Constantino de Monte em Maracaju encerrou as atividades neste mês de Dezembro, precisamente no dia 5, data em que é celebrado o Dia Mundial do Solo. A disciplina eletiva foi colocada em prática por professores da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).

A apresentação final da disciplina eletiva ‘Projeto Minhocários’ para estudantes de ensino fundamental em escola pública com parceria do curso de Agronomia no ano de 2023 contou com a participação de 25 estudantes do 6° e 7° ano do ensino fundamental da Escola Estadual Padre Constantino de Monte em Maracaju.

O objetivo foi desenvolver um projeto de sustentabilidade ambiental denominado de ‘Projeto Minhocários’, para fomentar discussões do processo de reciclagem de resíduos orgânicos em adubo.

A apresentação esteve aberta ao público externo e foram distribuídos aos visitantes adubos orgânicos obtidos pelos minhocários ao longo da disciplina eletiva, além promover a participação em jogos interativos e a apresentação do mascote do projeto.

Durante o ano e em cada aula de forma sequencial, etapas para a construção de vermicomposteiras, além dos processos para a produção dos vermicompostos (adubos sólido – humus, e adubo líquido – biofertilizante) foram realizados na forma de um ‘passo a passo’ ao longo da disciplina.

Na disciplina ‘Projeto minhocários’ foi difundido a prática da vermicompostagem envolvendo a educação ambiental no cenário escolar, abordando consigo o valor e importância da reciclagem.

Aulas práticas aliadas à teoria abordaram diversos temas como o reaproveitamento de resíduos orgânicos de origem doméstica e escolar, a eficiência das minhocas no solo, a construção de vermicomposteiras caseiras, as fases da vermicompostagem, reconhecimento dos organismos vivos do solo como a macro, meso e microfauna, além dos benefícios e aplicação dos subprodutos adquiridos durante o processo.

O Professor Me. Jorge Willian Francisco de Souza, professor de Geografia da rede básica de ensino, atua na Escola Estadual Padre Constantino de Monte em Maracaju, MS. Foi o professor que ofertou a disciplina eletiva aos estudantes e é membro do projeto de pesquisa: ‘Trilhas interpretativas e oficinas ecopedagógicas: caminhos para o desenvolvimento da educação ambiental e práticas sustentáveis’ com auxílio financeiro do FUNDECT (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul) por meio do Edital Chamada Fundect/UEMS Nº 09/2022 - ACELERA UEMS - Apoio à Ciência e Ideias Inovadoras.

O Professor Dr. Thiago Woiciechowski (que atua no curso de Agronomia – UEMS Maracaju), atualmente é o coordenador da projeto de pesquisa: ‘Trilhas interpretativas e oficinas ecopedagógicas: caminhos para o desenvolvimento da educação ambiental e práticas sustentáveis’ com auxílio financeiro do FUNDECT (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul). por meio do Edital Chamada Fundect/UEMS Nº 09/2022 - ACELERA UEMS - Apoio à Ciência e Ideias Inovadoras.

A disciplina favoreceu a autonomia dos estudantes na construção de vermicomposteiras caseiras e no entendimento geral do processo. A prática de vermicompostagem ocasiona bons resultados para a sustentabilidade ambiental, garantindo o uso racional dos recursos naturais e o melhor aproveitamento de resíduos orgânicos produzidos cotidianamente tanto nas casas quanto na escola.

SIGA-NOS NO Google News