• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Bataguassu

Acusados de matar policial militar em Bataguassu são presos no Paraná

Vítima morava em Nova Andradina, e morreu na noite de ontem, em assentamento de Bataguassu

(Foto: Rede Social / Jornal da Nova)

A equipe Seção de Investigações Gerais) da Delegacia de Nova Andradina e policiais civis de Paranavaí (PR)  prenderam dois homens suspeitos de matar o policial militar da reserva Jonas Rufino da Silva, de 54 anos. A vítima morava em Nova Andradina, e morreu na noite de ontem (24), no Assentamento Aldeia 2, município de Bataguassu.

De acordo com o Jornal da Nova, Cosme Santos da Silva, conhecido como “Vaqueiro” e Clailton Silva Santos confessaram o crime. Eles foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Bataguassu, onde se concentram as investigações.

Segundo o Jornal da Nova, a arma utilizada para matar o policial foi localizada em um sítio no Assentamento Teijin, região do distrito de Nova Casa Verde. Conforme as informações, a pessoa que estava com a arma foi levada para a Delegacia de Polícia Civil para prestar depoimento.

Testemunhas estão sendo ouvidas desde ontem pelos policiais civis de Bataguassu. Integrantes da Perícia Criminal de Nova Andradina coletaram materiais para auxiliar nas investigações.

Na residência da vítima, um sítio localizado a 20 quilômetros da rodovia BR-267, os policiais encontraram um revólver calibre 357, com munições do mesmo calibre e do calibre 38. Segundo os policiais, o armamento é registrado.

De acordo com as informações, Jonas Rufino da Silva foi morto com um tiro na nuca. Na fuga, os criminosos levaram a caminhonete e um aparelho celular.

Veja Também