• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Inovação

MS recebe o primeiro Laboratório de Criatividade do Brasil

Os 26 estados e o Distrito Federal vão receber estruturas semelhantes, visando a promoção dos ecossistemas de inovação

(Foto: Edemir Rodrigues/ Governo do MS)

O Laboratório de Criatividade e Inovação para a Educação Básica (LabCrie) foi inaugurado nessa quinta-feira (28) na Capital pelo Ministério da Educação (MEC).

O espaço tem o objetivo de exercitar o pensamento, a criatividade e a inovação e professores das redes públicas de ensino do Estado poderão elaborar materiais pedagógicos e levar esse conhecimento para as salas de aula.

Instalado no Centro de Formação e Pesquisa Professora Mariluce Bittar, no bairro Arnaldo Estevão de Figueiredo, o 1° LabCrie do Brasil foi inaugurado em Mato Grosso do Sul pelo ministro da Educação, Victor Godoy.

O governador Reinaldo Azambuja prestigiou o evento e destacou a importância do uso das tecnologias para a formação de professores e alunos, principalmente daqueles das redes públicas de ensino.

“Criar um laboratório de inovação e conectividade e dispor isso às redes de educação do Estado e dos municípios para treinar e formar mão de obra qualificada significa mais aprendizado para aqueles que ensinam”, destacou Reinaldo Azambuja.

Durante a solenidade, o ministro ressaltou a importância da nova ferramenta de ensino para o desenvolvimento da educação básica, principalmente depois da pandemia de covid-19, que atrapalhou a oferta do ensino em todo o País. Ele ainda afirmou que o objetivo de sua gestão à frente do MEC é recuperar a aprendizagem das crianças brasileiras.

LabCrie - o primeiro LabCrie do Brasil será conduzido em parceria com a Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) e a Rede Brasileira de Certificação, Pesquisa e Inovação (RBCIP).

O principal objetivo do laboratório é apoiar a implantação de espaços dinâmicos dedicados à formação continuada de professores da rede pública de ensino em inovação e tecnologias educacionais.

Os educadores poderão experimentar novos equipamentos, plataformas digitais e metodologias inovadoras que permitam desenvolver as competências necessárias para gerar inovação nas suas práticas pedagógicas.

Os 26 estados e o Distrito Federal vão receber estruturas semelhantes, visando a promoção dos ecossistemas de inovação.

Autoridades - acompanharam a agenda do MEC em Campo Grande a secretária de Estado de Educação, Cecília Motta, e o adjunto da pasta, Édio Resende; o senador Nelsinho Trad; e o secretário de Educação Básica do MEC, Mauro Rabelo, entre outras autoridades.

(Com informações de Governo do Estado)