• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Economia

Indústria de MS exporta mais neste ano

Receita das exportações de produtos industriais alcançou US$ 387,9 milhões em Maio, segundo pesquisa

(Foto: Divulgação/Fiems)

O setor industrial de Mato Grosso do Sul está exportando mais e consequentemente obtendo receitas maiores neste ano de 2021 na comparação com o ano passado.

No mês de Maio, a receita das exportações de produtos industriais alcançou US$ 387,9 milhões. Os dados são do boletim de exportações do Radar Industrial da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul (FIEMS).

Destacam-se na exportação industrial de MS, a celulose, carnes (bovina, suína, aves e peixes), óleos vegetais e demais produtos da sua extração, minérios (ferro e manganês) e o açúcar.

Segundo o coordenador da UNIP (Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas) da FIEMS, Ezequiel Resende Martins, a receita indica crescimento de 23% em relação ao mesmo mês de 2020, quando o valor ficou em US$ 316,1 milhões.

“Esse foi o melhor resultado já registrado para o mês de maio em toda a série histórica da exportação de produtos industriais de Mato Grosso do Sul”.

(Foto: Divulgação/Fiems)

Entre os principais compradores da indústria sul-mato-grossense estão a China, Estados Unidos, Holanda, Itália, Hong Kong, Argentina e Chile que, somados, responderam por mais de 60% de tudo que MS vendeu em produtos industriais neste ano.

O economista explica que a análise do volume exportado aponta crescimento de 1% na comparação mensal.

Já no acumulado de janeiro a maio de 2021, a receita total alcançou US$ 1,595 bilhão, indicando elevação de 7% em relação ao mesmo período de 2020, quando o valor ficou em US$ 1,491 bilhão.

“Essa é a maior receita já alcançada com a exportação de produtos industriais nos cinco primeiros meses do ano”.

(Foto: Divulgação/Fiems)

Também é apontado resultado positivo na análise do volume exportado no acumulado deste ano, chegando a 7%.

Já a participação relativa, no mês, a indústria respondeu por 50% de toda a receita de exportação de Mato Grosso do Sul.

Os primeiros cinco meses do ano indicaram, ainda, que a participação está em 57%.

Veja Também