• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Exportação

Exportação de açúcar de MS aumenta 200%

Estado é o sexto maior exportador do produto no país

Foto: Divulgação/Semagro

As exportações de açúcar produzido em Mato Grosso do Sul aumentaram 200% de janeiro a julho de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. Foram exportadas 295,36 mil toneladas do produto nos primeiros sete meses deste ano, totalizando US$ 76,64 milhões, frente a 97,98 mil toneladas comercializadas com o exterior em igual período do ano passado, num total de US$ 29,11 milhões.

Conforme os dados do Ministério de Economia, compilados na Nota Técnica do Açúcar elaborada pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Mato Grosso do Sul ocupa a sexta posição no ranking dos estados exportadores de açúcar no período de janeiro a julho de 2020, atrás de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Alagoas e Goiás. Os principais destinos são os mercados do Canadá e da Argélia.

“Temos acompanhado o crescimento das exportações de açúcar em Mato Grosso do Sul. O setor sucroenergético foi um dos primeiros no Estado a firmar protocolo de biossegurança, em março, no início das ações pra conter a pandemia da Covid-19. As usinas mantiveram o nível de atividade nesse momento e a produção de açúcar ganhou espaço com as condições favoráveis do mercado externo”, comentou o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

De janeiro a julho de 2020, a participação das exportações sul-mato-grossenses de açúcar na pauta nacional representou 1,78% do total do país, e no mesmo período de 2019 esse índice foi de 1,05%. Mesmo com aumento nas operações do principal exportador, o estado de São Paulo, o crescimento de Mato Grosso do Sul segue em valores maiores de crescimento ganhando espaço no cenário nacional, enquanto São Paulo vem recuando sua participação no total das exportações.

De acordo com a Biosul (Associação de Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul), a safra da cana-de-açúcar 2019/2020 encerrou no dia 31 de março e somou 47,5 milhões de toneladas processadas no Estado – a 4ª maior do país. A safra 2020/2021 iniciou em abril e até junho já haviam sido processadas cerca 12,4 milhões de toneladas da matéria-prima pela indústria sucroenergética sul-mato-grossense.

Até junho de 2020, a produção de etanol no Estado foi de 700 milhões de litros e a produção de açúcar foi de 404 mil toneladas, alta de 66% comparada ao mesmo período da safra passada, quando produziu 243 mil toneladas do alimento. No mix de produção, 74% da matéria-prima processada foi destinada para a produção de etanol, enquanto 26% foi para o açúcar. 

Veja Também