• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto

Polícia

Polícia prende irmãos acusados de execução no São Conrado

Júlio César da Silva foi morto com um tiro no pescoço por cobrar dívida

Quinta-feira, 23 Junho de 2022 - 17:58 | Marina Romualdo


Polícia prende irmãos acusados de execução no São Conrado
Júlio Cesar da Silva de 51 anos foi morto com tiro no pescoço (Foto: Reprodução/Rede Social)

Os irmãos acusados de matar com um tiro no pescoço, Júlio Cesar da Silva, de 51 anos, foram presos nesta quinta-feira, 23 de Junho, em Campo Grande (MS). O homicídio ocorreu no dia 19 de Março, rua Candomblé, Jardim São Conrado na Capital.

As investigações apontaram que a motivação do crime foi um desacerto entre os filhos de uma senhora e ambulantes que deixaram mercadorias para a venda e depois de um prazo retornaram para recolher o dinheiro.

Ocorre que a senhora não conseguiu vender toda a mercadoria no prazo estipulado e, posteriormente passou a sofrer cobranças severas intimidatórias e ameaças.

Após três meses intensos de investigação da 6ª Delegacia de Polícia Civil foi pedido a prisão preventiva do homem, de 31 anos. Ela foi o atirador. Após alguns dias, o irmão dele, de 25 anos, se apresentou espontaneamente, ocasião que também foi preso.

O revólver e a faca utilizados no fato criminoso foram apreendidos. Ambos confessaram o crime e irão responder pelos crimes de homicídio qualificado, lesão corporal e porte ilegal de arma de fogo.

Relembre o caso – Homem identificado como Júlio Cesar da Silva de 51 anos, foi morto a tiros no final da tarde de ontem (19), no Bairro São Conrado, em Campo Grande (MS). A vítima foi morta dentro do veículo Cobalt de cor prata, no carro havia mais duas pessoas identificadas como Rodolfo Antonio Martins e Marciano Aparecido.

Segundo as testemunhas que estavam dentro do carro e presenciaram o crime a vítima era vendedora e teria ido cobrar uma dívida de R$ 1 mil dos autores. Quando Júlio chegou até a residência dos suspeitos, um deles sacou uma arma efetuou vários disparos contra o vendedor acertando a região do pescoço e cabeça.

Mesmo ferido, Júlio conseguiu dirigir por alguns metros, mas acabou batendo em outros veículos e acabou morrendo. Rodolfo e Marciano conseguiram sair do veículo e correr para pedir socorro.

Os suspeitos fugiram do local do crime, mas a polícia já tem a identificação. O Samu (Serviço Móvel de Urgência) chegou a ser acionado, mas a vítima já estava morta. A Polícia Militar foi acionada e realiza diligencias para encontrar os suspeitos.