• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Costa Rica

Mulher é multada por se mudar e deixar cachorro sem água e comida por meses

Animal ficou sem comida, sem água, amarrado e sozinho na residência por cinco meses

Mulher é multada por se mudar e deixar cachorro sem água e comida por meses (Foto: Divulgação/ PMA)

A Polícia Militar Ambiental de Costa Rica tomou conhecimento por meio de denúncia, de que um cachorro estaria em situação de maus-tratos em uma residência na cidade, no Bairro Amanhecer. Uma equipe foi ao local na última sexta-feira (17) e confirmou o crime contra o animal, da raça Chow Chow.

Na residência onde o cão estava não morava ninguém há cinco meses e a proprietária o deixava amarrado, sem comida e sem água.

Os vizinhos o alimentavam e ele era mantido em ambiente sem as mínimas condições de higiene, com fezes, urina, além de muitos pelos no chão e exposto a intempéries do tempo. O animal já estava debilitado e com vestígios de estresse e fadiga. O cão foi apreendido.

A PMA localizou a proprietária do cachorro e a autuou. A comerciante, de 50 anos, recebeu multa de R$ 3.000,00. Conforme a nova legislação de fauna do Estado, promulgada em junho deste ano (Lei Estadual nº 5.673/8/6/2021), a lei prevê multa maior do que a norma Federal.

A penalidade prevista na nova lei é de 20 a 200 UFERMS, que perfaz entre mais R$ 400,00 a mais de R$ 8.000,00. Ela também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais, cuja pena contra cães e gatos é de dois cinco anos de reclusão.

Veja Também