• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Interior

Em carta, mulher assume ter dado veneno a filha

Polícia apreendeu carta que teria sido escrita pela suspeita em que ela se justifica

Polícia encontrou veneno em restos de alimentos na pia da cozinha (Divulgação)

A polícia apreendeu em cima da cama uma carta de despedida, supostamente, escrita pela mulher de 34 anos, antes dela dar veneno de rato a filha de 6 anos e tentar cometer suicídio, em Ivinhema (MS). Ela está presa preventivamente por tentativa de homicídio qualificado.

Na carta, segundo a delegada responsável pelas investigações, Daniella Nunes, a mulher diz que não suporta o fim do relacionamento com o ex-marido, com quem viveu por cerca de 20 anos e levaria a filha junto com ela. Dando a entender que o crime teria sido planejado, já que a suspeita comprou o veneno na quinta-feira (6).

A mulher colocou veneno de rato em vários alimentos que preparou para a filha e comeu junto com a criança. Porém, quando a menina começou a passal mal e vomitar, ela se arrependeu e acionou o Corpo de Bombeiros, segundo a delegada.

Quando os policiais foram até a casa, encontraram vômito da criança no chão da sala e na pia da cozinha várias louças sujas e um pouco de suco numa jarra de vidro. Amostras dos alimentos foram coletadas e enviadas a perícia. Conforme Nunes, a polícia aguarda os laudos para concluir o inquérito.

A mulher segue no presídio feminino de Angelica e a criança foi entregue ao pai, após receber atendimento médico.

Ela havia sido transferida para o Hospital Universitário de Dourados, junto com a mãe, e ainda vai ser ouvida pela polícia em depoimento especial.

Veja Também