• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

Motorista de 22 anos é denunciado por mortes na avenida Guaicurus

Na época, Vinicius Gonçalves disse que ficou medo do ex-marido da namorada estar armado

(Foto: Luciano Muta)

Vinícius de Oliveira Gonçalves, de 22 anos de idade, foi denunciado após um ano e três meses pelas mortes de Jair Fernandes, de 47 anos, e Mauro Jorge, de 54 anos, no dia 04 de Fevereiro de 2021, no cruzamento da Avenida Guaicurus com a Marginal Bálsamo, em Campo Grande (MS). Acusado dirigia o veículo no momento do acidente fatal.

O rapaz foi denunciado no artigo 302 do Código de Trânsito Brasileira por duas vezes (por ter duas vitimas) por praticar homicídio culposo na direção de veículo automotor: Penas detenção, de dois a quatro anos, e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Relembre o caso – O motorista e passageiro do veículo Renault de cor preta morreram na hora. O acidente aconteceu na manhã desta quinta-feira (4), na avenida Guaicurus, próximo ao Bairro Cohab, na saída para São Paulo. O carro foi atingido por um Gol prata. Informações preliminares apontam que o gol estava sendo perseguido por uma motocicleta conduzida pelo ex-marido da mulher que estava no veículo juntamente com homem de 25 anos.

O impacto foi tanto que o carro acabou completamente destruído e os dois ocupantes do Scenic tiveram morte instantânea. O homem que estava no Gol foi socorrido e encaminhado para uma UPA. A mulher teria saído ilesa sendo levada embora pelo ex na motocicleta. A informação inicial é que o condutor do Gol estava a uma velocidade aproximada de 170 km/hora.

Testemunhas informaram que o casal seguia pela Marginal Bálsamo. Na avenida Guaicurus, eles invadiram a preferencial e atingiram o veículo das vítimas. Segundo Corpo de Bombeiros, com a forte pancada, os dois ocupantes foram arremessados para o banco de trás do carro e morreram na hora.

As vítimas foram identificadas como Mauro Jorge Pereira Nantes, de 54 anos, e Jair Fernandes, que hoje fazia aniversário de 47 anos.

Versão do motorista – Vinicius disse à polícia que estava em seu veículo com a passageira, quando o ex-marido dela, Guilherme Henrique dos Santos, de 24 anos, encostou a moto próximo e bateu no vidro do carro fazendo menção de estar armado, segundo o registro policial. Momento em que ele acelerou o veículo e atingiu outro carro, modelo Renault Scénic, onde estavam as duas vítimas fatais.

Motociclista – Em seu depoimento, Guilherme Henrique alegou que manteve um relacionamento com a mulher e tem duas filhas com ela. Ele teria combinado de leva-la até uma agência de emprego, nesta quinta-feira (4), mas como a mulher não atendia o telefone, resolveu ir até a casa da mãe dela e, chegando lá, viu a ex entrando no Gol com Vinícius.

O motociclista disse que seguiu o carro e, ao se aproximar, batendo no vidro, pediu para que o motorista parasse, mas Vinícius acelerou.

Passageira – A passageira e ex-mulher de Guilherme contou que estava na casa da mãe e Vinícius passou para busca-la. Eles iriam até o centro da cidade, quando, seu ex-marido apareceu na moto modelo Honda Fan.

A mulher confirmou que o ex-marido acompanhou o veículo e chegou a pedir a Vinícius que parasse, batendo no vidro, mas ele acelerou.

Testemunhas contaram à polícia que o motorista do Gol estava a mais de 100km/h, rampou o quebra-molas e atingiu o veículo Renault Scénic.

Após a batida, Guilherme parou a moto e desceu gritando ao casal do Gol “viu o que vocês fizeram?”. Ele levou a mulher até a UPA e Vinícius foi levado para atendimento pelo corpo de bombeiros.

Veja Também