• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Violência Doméstica

Homem é preso após agredir e ameaçar ex-mulher de morte

Autor ainda disse "eu vou te matar...se você não ficar comigo, não vai ficar com mais ninguém"

Rapaz foi preso e encaminhado para delegacia (Foto: Portal R7/Arquivo)

A Equipe Policial Militar de Ponta Porã (MS), foi acionada para atender uma ocorrência de violência doméstica no final de semana. No local, a vítima de 25 anos de idade relatou que possui medida protetiva de urgência, contra o seu ex-marido de 24.

Os dois estavam tentando reatar a relação, porém, o rapaz chegou embriagado e com muita agressividade proferiu vários insultos contra ela e, além de ameaça-lá de morte como disse "eu vou te matar…se você não ficar comigo, não vai ficar com mais ninguém".

A vítima pediu para o autor ir embora e deixa-la em paz, quando o autor disse que iria embora levando consigo a filha de 4 meses de vida, fato negado veementemente pela vítima. No momento, o homem a agarrou fortemente pelo pescoço, puxando-a pelos cabelos, golpeando com socos na região de sua cabeça e chutes em sua perna, inclusive arrancando um pedaço do seu cabelo, para defender-se, ela teve que entrar em vias de fato com ele, conseguindo sair e procurar auxilio na residência de sua vizinha, de onde acionaram a “Emergência Policial através do 190”.

Quando os Policiais Militares chegaram no local, a vitima disse que o autor teria tomado rumo ignorado, levando consigo o seu telefone celular para evitar acionar a polícia. Foi constatado que a mulher estava com lesões aparentes no pescoço, braço direito e um edema na cabeça.

Após diligencias o autor foi localizado dormindo no interior de um veículo modelo Fiat Palio, com placas de Dourados (MS), o mesmo foi detido e, pela checagem no sistema, foi constatado que possui várias passagens criminais por lesão corporal dolosa, ameaça e injuria (violência doméstica), sendo também localizado consigo, o telefone celular da vítima.

Diante dos fatos, o autor recebeu voz de prisão e foi conduzido até o 1º Distrito Policial para as providencias cabíveis, juntamente com a vítima para formalizar a denúncia.