• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Crime Ambiental

Goiano é autuado em R$ 6,5 por desmatamento e retirada de cascalho de área protegida

O infrator irá responder por crime ambiental

As atividades na fazenda foram interditadas (Foto: Divulgação/PMA)

Em um trabalho de fiscalização em uma fazenda localizada à margem da BR-060, nas proximidades do rio Sucuriú no município de Paraíso das Águas na quinta-feira (24), os Policiais Militares Ambientais (MS) de Cassilândia (MS), surpreenderam uma área de exploração de cascalho.

No local de retirada do mineral, os policiais verificaram que não havia licença ambiental para a mineração. Na complementação da vistoria, ao verificar a documentação da propriedade, a equipe percebeu que a exploração estava sendo realizada dentro de área protegida de reserva legal da fazenda e que houve o desmatamento para a limpeza do local de 1 hectare, medido em GPS, também sem a licença ambiental.

A máquina e um caminhão que era carregado no momento da fiscalização foram apreendidos. As atividades foram interditadas.

O infrator de 41 anos de idade, residente em Chapadão do Céu (GO), foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 6.500,00. Ele também irá responder por crime ambiental com pena de um a três anos de detenção, pena agravada devido a área protegida. O infrator foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão