• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Bolívia

Brasileiro encontrado enterrado morto em San Matías na Bolíva, era integrante do Comando Vermelho

Considerado o maior ladrão de motocicletas do estado, estava desaparecido a 2 meses

Ele era considerado o maior ladrão de motocicletas no estado (Reprodução/ Folha MAX)

Uma troca de informações ente a Polícia Federal e a Força Especial de Combate ao Crime da Bolívia, descobriu que o brasileiro Jhonatan Márquez Silva, encontrado morto, era integrante do Comando Vermelho, uma das facções criminosas mais perigosas do Brasil dedicada ao tráfico de armas e substâncias controladas. Ele tinha um mandado de prisão pelo roubo de mais de 400 motocicletas. Ele também tinha um histórico de roubos agravados, armas de fogo e tráfico de drogas.

O corpo do considerado maior ladrão de motocicleta de Mato Grosso do Sul havia sido enterrado, e foi exumado nesta quinta-feira após a escavação de uma sepultura de um metro e meio de profundidade, perto da comunidade de Santa Clara, na Bolívia.

Corpo foi encontrado perto de uma comunidade em Santa Clara, na Bolívia (Foto: Reprodução/ ElDeber)

Os familiares do falecido haviam relatado seu desaparecimento há dois meses e nada se sabia sobre seu paradeiro, até que poucos dias atrás foi revelado à Polícia Federal o local onde o corpo estava enterrado.

A informação havia sido revelada por seu cúmplice Martins da Silva que foi apreendido nos últimos dias no Brasil.

Segundo informações da Polícia Brasileira, Jhonatan e Martins pertencem ao Comando Vermelho e foram refugiados em uma fazenda San Matías, onde traficavam substâncias controladas e armas de fogo devido à permeabilidade da vasta fronteira boliviana.

(Com informações do El Deber, na Bolívia)