• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record

Região das Moreninhas organiza mega ação de combate ao Aedes aegypti

População da região do bairro Moreninhas prepara ação de combate ao mosquito Aedes aegypti. Programação já está definida para esta quarta-feira (29). A caminhada, com visitação às casas, partirá do Parque Jacques da Luz, às 8h da manhã e contará com a participação de agentes de combate a endemias, comunitários de Saúde, lideranças, comerciantes e moradores em geral.

A operação conta com o apoio vereador Chiquinho Telles (PSD), que participou na última sexta-feira (24), no Parque Jacques da Luz, da segunda reunião, quando ficou definida toda a programação da mobilização de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

De acordo com Chiquinho Telles, “essa ação é tradicional na região das Moreninhas, que tem uma comunidade organizada. Em todos os anos, conseguimos obter resultados positivos, baixando de forma significativa os índices de infestação predial. Esse ano, tenho certeza que não será diferente, sempre contando com a colaboração dos moradores”, disse o Parlamentar.

Com sugestões das lideranças presentes no encontro, decidiu-se que os pontos de recolhimento dos resíduos serão os seguintes: Moreninha II (R. Camaçari - Buracão); Moreninha III (R. Mururé com rua Mandacaru); José Maksoud (R. Copaiba com a R. Antônio Davi Macedo); Cidade Morena (Centro Comunitário - R. Firminópolis, 347); Santa Felicidade – (Av. Roque Borges Daniel – canteiro).

Os resíduos poderão ser entregues até 6 de fevereiro, e a retirada será feita no dia seguinte (7). É importante que os moradores fiquem atentos para a lista de resíduos coletáveis e os que não são coletáveis.

 

O que pode:

- Sofás

- Geladeiras

- Fogões

- Pias e vasos sanitários

- Televisores

- Carcaça de computadores

- Máquinas e tanquinhos

- Tanques de lavar roupas

- Armários de aço

- Guarda-roupas

- Carrinhos de mão

 - Pias de cozinha

 

O que não pode:

- Entulhos de construção

- Podas de árvores

- Animais mortos

- Lixo doméstico

- Madeiras

Vale destacar ainda que não serão recolhidos os materiais depositados em frente às residências e os moradores estarão sujeitos à multa.

O coordenador de Controle de Vetores/CCEV, Vagner Ricardo dos Santos, que participou das duas reuniões, elogiou as lideranças da região das Moreninhas pela preocupação de, em todos os anos, fazerem ações de combate ao Aedes aegypti. “Essa é a única região que nos convocou para participar de uma mobilização como essa. As Moreninhas realmente têm muita representatividade”, reconheceu.

Veja Também