• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Pandemia

Prefeito quer prazo de 72h para ‘fechar’ a Capital

Marquinhos Trad atendeu solicitação dos comerciantes que querem atender clientes no fim de semana

(Foto: Luciano Muta)

O prefeito de Campo Grande (MS) Marquinhos Trad (PSD) quer um prazo de 72 horas para começar a cumprir as regras da bandeira cinza, do programa Prosseguir, à qual a Capital foi enquadrada, devido ao avanço da pandemia do novo coronavírus.

A bandeira cinza significa risco extremo de contaminação. Por isso, as medidas restritivas são mais severas, com o fechamento do comércio considerado não essencial, por exemplo.

Na tarde desta quinta-feira, 10 de Junho, ele entrega documento à Secretaria Estadual de Saúde, SES, com pedido de prazo maior.

O prefeito está atendendo solicitação dos comerciantes que querem ter condições de atender os clientes neste fim de semana, quando se comemora o Dia dos Namorados (12 de Junho).

Marquinhos Trad entrega documento ao secretário de Saúde Geraldo Resende (Foto: Divulgação)

No documento, o prefeito cita as medidas que a Capital está tomando como forma de conter o avanço da pandemia e ainda a disponibilidade de mais 10 leitos no Hospital do Pênfigo, cuja finalização está prevista para o próximo sábado dia 12/06 (4 leitos já estão em funcionamento).

Pelas regras do Prosseguir, as novas restrições teriam vigência de amanhã, dia 11 de Junho, a 24 de junho. Porém, o prefeito pede, no documento, que elas comecem a vigorar somente a partir de segunda-feira, dia 14.

Até a publicação desta notícia, a Secretaria Estadual de Saúde ainda não tinha se manifestado sobre o pedido do prefeito da Capital.

Bandeira Cinza - A bandeira cinza impõe toque de recolher das 20h às 5h e funcionamento de apenas 51 atividades. O comércio tem de fechar as portas, assim como shoppings, bares e restaurantes.  

Porém, academias e igrejas, por exemplo, poderiam abrir. A lista de atividades essenciais inclui supermercados, transporte coletivo, bancos e lotéricas.

Novo mapa do Prosseguir divulgado nesta quinta-feira, 10 de Junho (Fonte: Governo de MS)

Risco extremo – A nova classificação do Prosseguir colocou 43 cidades na bandeira cinza por risco extremo de contaminação.

São elas: Água Clara, Alcinópolis, Amambai, Anastácio, Antônio João, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Batayporã, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Camapuã, Campo Grande, Chapadão do Sul, Coronel Sapucaia, Corumbá, Costa Rica, Deodápolis, Dourados, Fátima do Sul, Iguatemi, Itaporã, Itaquiraí, Ivinhema, Japorã, Jardim, Juti, Maracaju, Miranda, Naviraí, Nova Alvorada do Sul, Novo Horizonte do Sul, Ponta Porã, Porto Murtinho, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste, Selvíria, Sete Quedas, Sidrolândia, Terenos e Três Lagoas.

Veja Também