• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Crime Ambiental

Homem é preso por pesca predatória duas vezes em menos de uma semana

Infrator foi flagrado pela PMA com petrechos proibidos no rio Brilhante

Um pescador foi preso pela segunda vez em menos de uma semana pescando com redes e apreende barco, motor, 59 redes de pesca e 35 anzóis de galho. A prisão aconteceu durante operação dos policiais militares ambientais de Dourados nos rios Brilhante e Dourados. A equipe da PMA localizou o infrator pescando com redes no rio Brilhante. Na prisão anterior, ocorrida no dia 27 de junho, ele também foi autuado em flagrante por porte ilegal de um rifle calibre 38 e munições e pela pesca predatória.

Desta vez, no mesmo rio, o homem de 42 anos, foi detido por pesca predatória no terceiro dia da operação. Ele estava em uma embarcação e, quando avistou a fiscalização, lançou um saco plástico ao rio. Os policiais conseguiram resgatar o objeto e encontraram uma rede de pesca (petrecho proibido), com 35 metros e malha de 20 centímetros, que o infrator estava aramando no rio. A rede de pesca, uma carretilha com vara, o barco e o motor de popa com tanque foram apreendidos. Dessa vez o infrator não teve tempo de capturar nenhum pescado e nem estava armado.

O pescador recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil de Rio Brilhante, juntamente com os materiais apreendidos, onde ele foi autuado em flagrante, por crime ambiental de pesca predatória, com pena de um a três anos de detenção. O infrator, residente em Rio Brilhante, também foi autuado administrativamente e multado em R$ 1.000,00.

Foram retirados do rio Brilhante e Dourados e apreendidos até o momento na operação, 58 redes de pesca, medindo 650 metros e 35 anzóis de galho. Os infratores proprietários dos petrechos não foram localizados.