• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

Com ferimentos, sarna e fungos aves silvestres eram mantidas em cativeiro no Monte Carlo

Além de responder pelo crime ele deverá pagar uma multa no valor de R$ 19 mil

Espécies como canários-da-terra, sabiás-laranjeira, canário-belga, entre outras foram resgatadas. (Foto: Divulgação PMA)

Equipe da Polícia Militar Ambiental autuou um homem, de 50 anos, em R$ 19 mil, depois de ser flagrado em sua casa com aves silvestres ilegalmente e em situação de maus-tratos, em Campo Grande. O caso ocorreu na última quinta-feira (16).

De acordo com nota da PMA, as aves estavam presas em gaiolas ao longo do muro do quintal e das paredes da casa, que fica localizada no bairro Monte Carlo.

Os animais apresentavam características de maus-tratos como, ferimentos, sarna, fungos e outros parasitas, segundo a PMA.

Ao todo, foram apreendidos 21 espécies, sendo seis canários-da-terra, quatro coleirinhos, dois curiós, dois sabiás-laranjeira, dois sanhaçus-cinzentos, um pássaro-preto, além de quatro aves consideradas domésticas da espécie canário-belga, junto com as gaiolas.

Os animais foram encaminhados para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS).

No momento da fiscalização o dono das aves não estava na casa, mas ele foi identificado e emitido multa de R$ 19 mil, além de que responderá por crimes ambientais, por manter pássaros silvestres ilegalmente em cativeiro e de maus-tratos.

(Com informações PMA)

Veja Também