• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Ano Novo

Agepan orienta passageiros sobre cuidados com saúde e segurança em viagens neste fim de ano

Nos últimos meses terminais chegaram a ficar fechados em algumas cidades por conta da covid- 19

Agepan orienta passageiros sobre como registrar reclamações do transporte intermunicipal (Foto:Divulgação/Portal do MS)

Por conta de feriados, recessos ou férias, muitas pessoas programam viagens para o período entre as festas de fim de ano e o mês de janeiro. Se esse deslocamento vai ser feito de ônibus entre cidades de Mato Grosso do Sul, é importante tomar uma série de cuidados para garantir uma viagem tranquila e segura.

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan), responsável por editar as normas e fiscalizar a prestação dos serviços pelas empresas de linhas regulares e de fretamento, oferece algumas dicas aos passageiros. Fique atento.

O sistema de transporte rodoviário intermunicipal de passageiros continua operando regularmente no Estado. Em função da situação de emergência causada pela pandemia do novo coronavírus, nos últimos meses terminais chegaram a ficar fechados em algumas cidades; houve restrição de circulação; horários foram reduzidos; lotação de ônibus foram limitadas e foram estabelecidos protocolos rígidos para a segurança de trabalhadores e viajantes.

Com o compromisso de usuários e transportadores de seguir as regras sanitárias, a situação está gradativamente normalizando, mas é importante sempre entrar em contato com a transportadora para confirmar as partidas disponíveis.

É importante estar atento a todos os cuidados necessários.

Saúde

Em razão da situação atípica causada pela pandemia, o principal cuidado a ser tomado é para evitar a propagação da Covid-19. Na ida ao guichê da empresa, na plataforma, na fila de embarque, na circulação dentro do veículo, é preciso manter o distanciamento. O uso de máscara é obrigatório, assim como a constante higienização das mãos (com água e sabão, álcool ou álcool em gel). 

Aquisição de passagem

Só adquira o bilhete em pontos oficiais de venda e apenas com empresas cadastradas. Para quem escolhe as grandes transportadoras, que têm ponto de saída nos terminais, essa situação não costuma ser problema. Mas muitos passageiros optam por viajar de vans e micro-ônibus. Isso pode ser feito, desde que o transportador seja um dos autônomos autorizados pela Agepan. Essas empresas também têm pontos de embarque e desembarque e horários estabelecidos. Da mesma forma que nas empresas maiores, elas precisam emitir um bilhete, e estar com o cadastro e vistoria do veículo em dia.

Busca

No site da Agepan, o sistema Pesquisa de Viagem informa todas as empresas que fazem uma determinada linha, com horários e tarifas. Basta escolher a origem e o destino para ver as opções.

Gratuidades

Empresas e transportadores autônomos têm que oferecer as gratuidades garantidas na legislação: Nos ônibus, 2 poltronas grátis para idoso; 2 poltronas grátis para pessoa com deficiência; e 2 poltronas com 50% de desconto para idosos, caso as vagas gratuitas já estejam ocupadas. Nos micro-ônibus, 1 poltrona grátis e 1 com 50% de desconto para idoso e 1 poltrona grátis para pessoa com deficiência.

Clandestinos

Nunca viaje com um transportador clandestino. O passageiro pode pedir ao motorista para verificar os documentos que atestam que ele é um autônomo cadastrado e regularizado. Caso contrário, a viagem não tem qualquer garantia, além de ser um risco para a segurança.

Cinto de segurança

Antes da partida é obrigatório afivelar o cinto de segurança. O equipamento é uma garantia de viagem segura não apenas para o próprio usuário quanto para os demais passageiros.

Muitos viajantes não têm no transporte público o mesmo cuidado que têm nas viagens de automóvel. Mas o risco de ferimentos ou até de morte em acidente com vans e ônibus é o mesmo que nos carros de passeio. O veículo tem que estar com o cinto em boas condições e visivelmente colocado sobre a poltrona. Além disso, a Agepan determinou que o motorista ou outro representante da empresa faça uma orientação verbal antes da saída, lembrando os passageiros de utilizarem o equipamento.

Quem utiliza o cinto de segurança tem até sete vezes mais chances de escapar vivo em um acidente.

Turismo

Para viajar com uma empresa de fretamento turístico, o passageiro também conta com transportadores credenciados pela Agepan. Nesse caso, a empresa não pode vender bilhete avulso, porque o serviço é um pacote fechado para um grupo. Para confirmar se a empresa está regular, basta exigir que o transportador apresente a Licença de Viagem Eventual/Turística. No site da Agência, é possível encontrar a lista completa das empresas de fretamento.

Reclamações, informações, sugestões

A Agepan dispõe de uma Ouvidoria para prestar informações, tirar dúvidas e receber reclamações dos usuários. Em caso de qualquer problema, o passageiro pode fazer o registro diretamente no sistema eletrônico e-Ouvidoria. Durante a vigência do regime de teletrabalho, os telefones de contato são: 3025-9534 e 3025-9535.

Também é possível entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou registrar a reclamação direto no sistema ouvidoria.agepan.ms.gov.br.