• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Prêmio de Jornalismo

3º Prêmio de Jornalismo do Tribunal de Justiça de MS está com inscrições abertas

“O papel da mídia na não revitimização das mulheres: dos anos 1970 à atualidade”, pauta desta edição.

Estão abertas as inscrições para o 3º Prêmio de Jornalismo do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, que premiará produções de profissionais da área de Comunicação Social em diferentes categorias, como também universitários, sobre temas relativos à violência de gênero, a busca pela igualdade entre homens e mulheres e o empoderamento feminino.

Promovido pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, em sua terceira edição o Prêmio traz como pauta “O papel da mídia na não revitimização das mulheres: dos anos 1970 à atualidade”. As inscrições se estendem até o dia 27 de agosto e podem ser feitas em https://www5.tjms.jus.br/premiojornalismo/inscricao.php.

Ao todo, a premiação será distribuída em seis categorias: Telejornalismo; Jornalismo Impresso; Jornalismo On-line; Radiojornalismo; Fotojornalismo e Universitário. Serão premiados os três primeiros lugares em cada categoria, sendo que o primeiro colocado em cada uma delas receberá o prêmio de R$ 3 mil; o segundo lugar receberá R$ 2 mil e o terceiro colocado R$ 1 mil. Ao todo, serão distribuídos R$ 36 mil em premiações.

Os temas abordados nesta 3ª edição são: "O Poder Judiciário e a Agenda 2030"; "Violência Doméstica e Familiar e a mulher indígena"; "Violência Doméstica e Familiar e as mulheres com deficiência" e "Reflexos da pandemia nos índices de violência doméstica e familiar". Para as produções, os profissionais deverão contemplar assuntos que abordem ações e/ou projetos desenvolvidos pelo Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul que evidenciem pelo menos um dos temas da edição.

Cada candidato poderá se inscrever em todas as categorias (respeitadas as exigências para a categoria universitário e para as demais categorias) e poderá também inscrever mais de um trabalho por categoria. No entanto, vale ressaltar que somente serão aceitas as inscrições de reportagens veiculadas em meios de comunicação reconhecidos em Mato Grosso do Sul.

Na hora de se inscrever, fique atento aos documentos a serem anexados na página do concurso. Para evitar que a inscrição do seu trabalho seja indeferida, atente ao seu DRT, anexe a identificação corretamente e dê uma conferida se a situação dele está regular no site do Ministério da Economia / Secretaria do Trabalho (http://sirpweb.mte.gov.br/sirpweb/pages/consultas/situacaoRegistro.seam).

Além disso, se seu trabalho foi produzido em equipe, não se esqueça de anexar a autorização das coautoras e coautores. A falta do documento acarreta o indeferimento da inscrição.

Mais informações no edital e regulamento do concurso estão disponíveis em https://www5.tjms.jus.br/premiojornalismo/ ou pelo telefone 3314-1988, de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas.

Saiba mais – O 3º Prêmio de Jornalismo do Tribunal de Justiça de MS tem o objetivo de reconhecer a importância dos meios de comunicação e, especialmente, dos profissionais de jornalismo no processo de construção da cultura de igualdade entre homens e mulheres preconizada na Constituição Federal Brasileira e para a erradicação da violência contra as mulheres.

Além disso, o Prêmio busca valorizar as iniciativas no jornalismo sul-mato-grossense que contribuam para o entendimento da violência de gênero como um problema estrutural das desigualdades sociais e econômicas, estimulando a produção de conteúdo jornalístico que contribua para a politização da sociedade no que se refere à construção da igualdade de gênero.

(Informação Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul)

Veja Também