• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Educação

Aulas presenciais na rede estadual retornam na segunda-feira

Decisão foi divulgada na manhã desta quarta-feira durante live

(Foto:Divulgação/Portal do MS)

Os 205 mil estudantes atendidos pela Rede Estadual de Ensino (REE) voltarão às atividades de forma 100% presencial nesta segunda-feira, dia 04 de outubro. A decisão foi divulgada na manhã desta quarta (29), em transmissão ao vivo, pelo perfil do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul.

As atividades presenciais de forma híbrida (com alternância) foram retomadas no último dia 02 de agosto, após mais de 500 dias do início das aulas remotas na REE. Desde 17 de março de 2020, o Governo do Estado – por intermédio da Secretaria de Estado de Educação – suspendeu as atividades presenciais, tendo em vista o avanço da pandemia causada pela Covid-19.

No dia 02 de agosto de 2021, os estudantes da rede estadual voltaram para as salas de aula nas 347 unidades escolares, após um ano e meio desde a suspensão das atividades presenciais. Esse retorno se deu no formato híbrido – com as turmas em alternância – seguindo o Protocolo de Volta às Aulas, lançado em novembro de 2020, e usando as bandeiras do Prosseguir para determinar o percentual de alunos presentes de forma simultânea nas salas.

“Neste período de dois meses, a Rede Estadual de Ensino não registrou surtos de Covid-19 nas nossas escolas. Registramos somente casos pontuais, que resultaram no isolamento – mesmo quando eram apenas casos suspeitos – em conformidade com o Protocolo adotado pela REE”, destacou o secretário de Estado de Educação em exercício, Edio Castro.

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, que é presidente do Comitê Gestor do Prosseguir, relatou que o retorno às aulas se trata de uma decisão “madura e tranquila”, sendo um marco importante para volta à normalidade.

“O retorno às aulas é fundamental para que a gente tenha 100% dos alunos nas salas de aula. Começamos em agosto com o sistema híbrido, que foi importante naquele momento, mas agora temos muito mais segurança para o retorno de todos os alunos. Lembrando que temos vacinas disponíveis aos adultos e adolescentes”.

Riedel ponderou que a volta as aulas presenciais será acompanhada de perto pela área da saúde e educação. “Também temos que agradecer aos professores por toda dedicação e disposição durante a pandemia, muitas vezes tendo que enfrentar situações difíceis neste período”.

Biossegurança e infraestrutura

Ainda no decorrer de 2020, o Governo do Estado investiu mais de R$ 3,6 milhões na aquisição de itens de Proteção Individual para estudantes, profissionais da REE e no reforço dos materiais de limpeza para as escolas. Foram comprados e distribuídos termômetros digitais, borrifadores, totens e insumos como galões de álcool em gel, além de máscaras e luvas descartáveis, máscaras laváveis e frascos de álcool em gel.

“O que nos deu segurança foi que 94% da população adulta já tomou ao menos a primeira dose, e 75% deste grupo já foi vacinado com a segunda dose. Nosso público que volta às aulas é de 12 a 18 anos na rede estadual, e 63% já foram vacinados”, descreveu o secretário Édio de Castro.

Édio também destacou que o retorno dos alunos ainda vai ajudar a saúde na busca dos jovens que não vacinaram. “Vamos saber o motivo do adolescente não tomar a vacina. Foi por falta de informação?, é devido a localização?, então podemos ajudar a ampliar esta vacinação”.

Durante o período de suspensão das atividades presenciais, as reformas nas escolas seguiram com mais de R$ 90 milhões investidos somente entre os meses de março de 2020 e julho de 2021. Desde 2015, mais de 270 unidades da Rede Estadual foram atendidas, passando da marca de 660 intervenções realizadas (entre reformas, obras em geral, readequações nas redes hidráulica e elétrica, pintura e acessibilidade).

O Governo do Estado, por intermédio da SED, já investiu mais de R$ 350 milhões em reformas e intervenções. Até o final de 2022, estão previstos mais R$ 150 milhões para o atendimento às escolas da Rede.

Veja Também