• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
EDU REJALA

Professor, consultor e Chef Nikkei, especializado na fusão das cozinhas peruana e japonesa. Idealizador do projeto 'O Cromossomo do Amor' que ensina técnicas da cozinha para jovens com síndrome de down.

Minhas Redes Sociais:

Shimeji amanteigado aos alhos

Olá pessoal, sejam bem-vindos ao meu Diário de Influência, uma plataforma regional do Mato Grosso do Sul, 100% digital pela TV MS Record.

O artigo de hoje, será sobre essa iguaria deliciosa que a cada dia conquista paladares.

Seja o branco ou o preto, a verdade é que ambos, bem salteadinhos, com um toque de manteiga, shoyu e algumas coisinhas mais, são deliciosamente viciantes. 🙂

Esta semana, preparei e servi um jantar em 6 passos bastante especial para um casal. Soube que ela amava shimeji e que também amava alho, então decidi que o segundo passo seria cogumelo shimeji amanteigado com alhos (laminado, frito e poró) e o resultado não poderia ter sido outro. Ela amou e confesso que quando provei também gostei bastante e pensei: a partir de hoje, só farei shimeji com toque de alho. Então, a todos amantes deste sabor único do alho brasileiro, desafio vocês a prepararem esta receita.

Porém, antes de passar uma receitinha aqui para vocês, quero compartilhar a principal diferença entre o cogumelo shimeji branco e o preto, que é o cultivo e também falar de seus benefícios.

O shimeji branco ou preto é nutritivo, rico em proteínas, contendo em relação à matéria seca 18.7% de proteínas, com onze aminoácidos. Tem também princípios medicinais já relatados na literatura científica, incluindo as beta-glucanas em quantidade similar à encontrada em Agaricus blazei (polissacarídeos são comuns a todos os cogumelos pois fazem parte da parede das hifas) e compostos de baixo peso molecular, tais como a lovastatina (anticolesterolêmico e auxiliar em terapias de cardiopatias) e inúmeros compostos hidrossolúveis polares, de média polaridade e apolares, incluindo os derivados do ergosterol.

A produção do shimeji é feita em composto orgânico à base de serragem, farelo de arroz e/ou trigo e/ou soja, onde primeiramente é feita uma hidratação da mistura e a correção do pH por meio de calcário na seqüência é feita uma esterilização para eliminação de concorrentes e depois a “semeadura” do fungo.

A diferença entre o shimeji branco e o preto, está no processo de cultivo, onde o shimeji preto requer maior cuidado. Ele fica em repouso (corrida do micélio) por um período de tempo (75 dias) em local fechado e climatizado a 15 °C até o aparecimento dos frutos e sua colheita. Este processo também é conhecido como cultivo axênico. Enquanto o shimeji branco não necessita de um controle tão rigoroso em seu processo de cultivo.

Fonte: https://www.aokicogumelos.com.br

Agora que você já tem mais propriedade sobre esse cogumelo, tão rico em proteínas, vou passar aqui uma receitinha simples, fácil e bastante saborosa.

Ingredientes:

  • 200g de shimeji (branco ou preto).
  • 40g de manetiga (sem sal).
  • 20 ml de azeite.
  • 30ml de shoyu.
  • Alho laminado (a gosto).
  • Alho frito (a gosto).
  • Alho poró ( a gosto).
  • Um toque de hondashi
  • Cebolinha picada.

Modo de preparo:

Em uam frigideira coloque a manteiga, o azeite, o alho laminado e o alho poró também fatiadinho e refogue, fique mexendo ate que o alho comece a dourar, adicione o shimeji desfiadinho e o shoyu e refogue um pouco mais até que o shimeji cozinhe e amoleca, para ficar com uma textura agradavel.

Nota: o shimeji branco cozinha três vezes mais rápido que o preto.

Adicione a cebolinha, mexa mais um pouco e sirva sobre uma folha de papel alumínio (sobre um prato), finalize com o alho frito e feche o papel alumínio para manter bemmmm quentinho.

Viu só? Muito simples de fazer, essa receitinha não demora mais de 10 minutinhos para ficar pronta. Façam em casa, tenho certeza que seus amigos e familiares irão amar.

Me ajude a levar esse artigo adiante. Comente, compartilhe nas redes sociais e marca meus @, profissional e o pessoal, @chefedurejala @edurejala. Obrigado.

“A gastronomia aproxima as pessoas. Onde tem comida, tem alegria e também relacionamento”Chef Edu Rejala.

BOM APETITE !!



DEIXE SEU COMENTÁRIO