• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
EDU REJALA

Professor, consultor e Chef Nikkei, especializado na fusão das cozinhas peruana e japonesa. Idealizador do projeto 'O Cromossomo do Amor' que ensina técnicas da cozinha para jovens com síndrome de down.

Minhas Redes Sociais:

Mirazur By Chef Mauro Colagreco

Olá pessoal, sejam bem-vindos ao meu Diário de Influência, uma plataforma regional do Mato Grosso do Sul, 100% digital pela TV MS Record.
O artigo de hoje, é sobre este restaurante Francês, que no ano passado, recebeu o reconhecimento máximo da gastronomia.


Na cerimonia realizada na Marina Bay Sands, em Singapura, em 25 de junho de 2019, o restaurante MIRAZUR, foi eleito, o melhor restaurante do mundo, pelo consagrado prêmio “THE WORLD´S 50 BEST RESTAURANTS”.


Sob o comando do Chef Argentino Mauro Colagreco, o restaurante MIRAZUR, que já “ostenta” três estrelas Michelin, é localizado na cidade turística de Menton, na Rivieira Francesa.


“O Guia Michelin é o principal indicador do quão boa pode ser a experiência de comer em determinado restaurante. Por isso, ele é considerado a bíblia da gastronomia. O Guia avalia mais de 30 mil estabelecimentos em três continentes! Até hoje, mais de 30 milhões de livretos já foram vendidos no mundo todo”. FONTE: passagensimperdiveis.com.br


O MIRAZUR estreou em 2009 ocupando o 35º lugar, em 2017 o 4º, em 2018 o 3º e finalmente e felizmente em 2019 o tão cobiçado titulo de melhor restaurante do mundo, e é lindo de se ver seu progresso.


“A escolha do Mirazur é um testemunho do amor do chef Colagreco por produtos locais, a maioria cultivada no jardim de três andares do restaurante, a poucos metros da sala de jantar, complementada por um deslumbrante cenário da Riviera Francesa” – FONTE: www.forbes.com.


Mauro Colagreco, Nasceu em 5 de outubro de 1976, em La Plata, Argentina. Pesquisando sobre o Chef, encontrei (texto em espanhol) um breve resumo de sua jornada como cozinheiro, que irei compartilhar, aqui para vocês.


Rede social- Instragan @maurocolagreco
Como chef recién calificado, Colagreco se dirigió a Francia y trabajó con Bernard Loiseau hasta su muerte en 2003. Luego trabajó en París con Alain Passard en l'Arpège,2 Alain Ducasse en el Hotel Plaza Athénée y finalmente pasó un año en Le Grand Véfour.3
Colagreco estableció Mirazur en Menton en 2006.3 Solo seis meses después de la apertura, recibió el premio ‘Revelación del año’, una nueva categoría para reconocer sus méritos, de Gault & Millau, y en menos de un año, obtuvo su primera estrella Michelin.1 Su segunda estrella Michelin fue galardonada seis años después.4
Mirazur se convirtió oficialmente en uno de los mejores restaurantes del mundo que figuran en los 50 mejores restaurantes mundiales de The S.Pellegrino.5 En el mismo año, Colagreco también fue galardonado como “Chef del Año” por la prestigiosa guía de restaurantes Gault & Millau, el primer chef no francés en recibir este título.6
Su tercera estrella Michelin fue galardonada en enero de 2019.7.
En junio de 2019, Mirazur es elegido el mejor restaurante del mundo por los 50 Mejores Restaurantes del Mundo.8.
Colagreco ha impuesto un estilo propio en la interpretación del producto y el contraste de sabores.9 Un estilo que no tiene sus raíces en su herencia cultural italo-argentina y que no se refiere a los grandes chefs con los que trabajó en Francia. Fonte: es.kipedia.org

Sobre o Menu..

Restaurante número 1 do mundo reabre com menu que segue os ciclos da lua.

Fonte: uol.com.br


O chef Mauro Colagreco passou a quarentena com a cabeça na lua. O argentino à frente do Mirazur, o restaurante número 1 do mundo (segundo o ranking dos 50 Best, a premiação mais importante da alta gastronomia), diz que aproveitou os longos dias de reclusão para refletir sobre a sua função como cozinheiro e questionar o propósito de seu premiado restaurante, localizado na idílica Côte D'azur francesa. Desde que fechou as portas, em 14 de março, Colagreco diz que buscou refúgio nos jardins que mantêm na sua propriedade em Menton e que abastecem 70% do restaurante com mais de 500 espécies distintas de vegetais, entre ervas e legumes, todos cultivados de forma biodinâmica.

Menu de fases..

Veio, então, a ideia de repensar completamente o cardápio, agora baseado no ciclo lunar e seu efeito nas plantas — algo preconizado pelo cultivo biodinâmico, cuja proposta é o retorno das técnicas ancestrais de agricultura, seguindo os ritmos da natureza, as estações do ano e, claro, as mudanças cíclicas da lua. Isso significa que, desde o dia 12 de junho, quando recebeu os primeiros visitantes em três meses, o restaurante, que tem três estrelas no Guia Michelin, trabalha com quatro abordagens de seu Menu Lunar nos onze serviços que passou a fazer por semana: Raiz, Folha, Flor e Fruta.

O menu "lunar" do Mirazur..

Sempre alinhadas com o ciclo da lua em cada dia, todos os pratos são pensados de acordo com cada um deles. No menu Flor, por exemplo, o Mirazur serve pratos como uma rosácea de camarões em pétalas ou um sorbet de capuchinha. Nos menus que coincidem com os ciclos lunares Raiz, os pratos podem ser baseados em tubérculos, como a cenoura, ou até em ingredientes como o alho e a cebola, que nascem sob a terra. Para os pratos do menu Folha, foram criadas receitas como um millefeuille (mil-folhas) de ervas e hortaliças crocantes enquanto o menu fruta pode levar pratos totalmente criados com tomates, por exemplo.



“A gastronomia aproxima as pessoas. Onde tem comida, tem alegria e também relacionamento” – Chef Edu Rejala.

BOM APETITE !!


DEIXE SEU COMENTÁRIO