• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Contra a Mulher

Suspensão do Carnaval reduz crimes, menos a violência doméstica

Movimentação na Delegacia da Mulher foi praticamente a mesma do período de folia de 2020

(Aquivo/DiárioDigital)

Com a suspensão dos eventos carnavalescos por causa do período de pandemia, o cenário foi de "paradeira" em ruas e avenidas com menor índice de casos de roubos, furtos e homicídios no período que seria tradicionalmente de folia. No entanto, dentro dos lares os casos de violência não tiveram alteração em movimentaram o plantão da delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) em Campo Grande.

De acordo com o balanço da DEAM, no período de 12 a 17 de fevereiro foram registradas 120 ocorrências, sendo 3 prisões em flagrante delito, 5 cumprimentos de mandado de prisão, 2 registros de importunação sexual, 14 registros de lesão corporal violência doméstica e 50 boletins de ameaça. Não houve registro de estupro, mas a equipe recebeu um caso de estupro de vulnerável.

Neste período 08 homens foram presos. Ainda de acordo com a DEAM, os números de ocorrência ficaram similares aos ano do passado quando a delegacia especializada registrou 127 ocorrências durante o período de Carnaval.