• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Operação “Deep Caught 3"

Quatro são presos por pedofilia na internet

Durante as buscas os policiais localizaram materiais contendo pornografia infanto-juvenil

Primeiro preso a chegar na Depac (Foto Adriano Bueno/TV MS Record)

A Polícia Civil por meio da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente - Depca, realizou nesta quinta-feira (29), a Operação “Deep Caught 3”. O nome se refere ao trabalho investigativo realizado pela Polícia Civil no ambiente da Deep Web e com localização e captura de autores de crimes praticados contra crianças e adolescentes. Entre os presos estão um professor de Direito, de 35 anos, um empresário de 37 anos, um auxiliar contábil, de 34, e um sargento do Exército, de 37 anos.

A operação cumpre quatro mandados de busca e apreensão apenas na cidade de Campo Grande e é coordenada pela Depca desde as primeiras horas da manhã. As equipes procuram acusados de crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet.

Os mandados de busca e apreensão que estão sendo cumpridos no Estado foram identificados com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais com indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva.

Durante as buscas os policiais localizaram materiais contendo pornografia infanto-juvenil. Foram realizadas quatro prisões em flagrante pelo crime descrito no artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente (Adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente).

Foto: Luciano Muta

Os policiais identificaram, ainda, duas posses de arma de fogo de uso permitido.

No Brasil, a pena para quem armazena esse tipo de conteúdo varia de 1 a 4 anos de prisão, de 3 a 6 anos pelo compartilhamento e de 4 a 8 anos de prisão pela produção de conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual. Os presos foram levados para a Depca onde ficarão à disposição da Justiça.

Veja Também