• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

PM que matou marido a tiros é absolvida em julgamento

Por quatro votos a três, jurados acataram a tese de que tenente-coronel agiu em legítima defesa

Julgamento de Itamara Romeiro durou cerca de 13 horas – Foto: Luciano Muta

A tenente-coronel da Polícia Militar, PM, Itamara Romeiro Nogueira, de 44 anos, foi absolvida em julgamento que durou quase 13 horas no Fórum de Campo Grande, MS, nesta quarta-feira, 23 de Junho.

Ela era ré pelo assassinato seu marido o major Valdeni Lopes Nogueira morto a tiros após uma discussão do casal em 12 de Julho de 2016, na residência onde moravam, no Bairro Santo Amaro, em Campo Grande.

A policial alegou legítima defesa e escapou da condenação por quatro votos a três. A defesa sustentou as alegações de Itamara uma vez que a tentente-coronel relatou que vivia um relacionamento abusivo e que o marido era violento com ela.

Itamara Romeiro ao lado do marido, major Valdeni Nogueira (Foto: Arquivo/Facebook)

Já a promotoria defendeu que Itamara fosse condenada pelo homicídio. Para a acusação, ela poderia ter se protegido de outras maneiras que não usando a arma de fogo, pois, como policial tem treinamento para tal.

O julgamento foi presido pelo juiz Aluízio Pereira dos Santos.

Veja Também
Correios
Farejadores encontram maconha e cocaína postadas por traficantes via Correios

A droga seria enviada para A Polícia Rodoviária Federal (PRF), em uma ação conjunta com o Centro de Distribuição dos Correios (CDD) entre o Grupo de Operações com Cães (GOC/MS) e Setor de Coordenação de Segurança Corporativa da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, apreendeu diversas encomendas com drogas nesta quinta-feira (29), que seriam enviadas para os estados de São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Distrito Federal e até para Hong Kong