• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Corumbá

Homem invade casa de ex-mulher e acaba preso junto com o pai

O caso aconteceu no assentamento Taquaral, zona rural de Corumbá

O homem também foi detido e colocado junto com o filho que já estava na viatura. (Foto: Divulgação/Arquivo)

Um homem de 29 anos de idade, foi preso por ameaçar de morte a ex-esposa, de 35 anos e também por descumprimento da medida protetiva. Ele estava embriagado quando foi detido junto com o pai, de 56 anos, que desacatou a equipe da Polícia Militar. O caso aconteceu na noite de sábado (11), no assentamento Taquaral — zona rural de Corumbá.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher estava promovendo um juntar em sua residência no assentamento, quando o ex-marido invadiu a casa, passou a ofendê-la com palavrões e ainda mandou que os convidados fossem embora.

A mulher ligou para o ex-sogro, que foi até o local na tentativa de acalmar o filho, porém, uma discussão entre os dois foi iniciada e ambos começaram a brigar. Um dos convidados para o jantar, entrou e separou pai e filho, que estavam embriagados. Em consequência da atitude, o rapaz foi agredido pelo ex da mulher, com chutes e caiu sobre espinhos, provocando um corte no pé esquerdo.

Um equipe da Polícia Militar foi chamada e ao chegar no local indicado, realizou ronda e encontrou o autor junto com um irmão. Ele foi abordado e detido e no caminho, a guarnição se deparou com o pai dele, que ao perceber que o filho estava na viatura, passou a ofender os policiais dizendo: "vocês são um bando de vagabundo, polícia de merda, não prende bandido?! Já devem ter pegado o auxílio do presidente, bando de ladrão!".

O homem também foi detido e colocado junto com o filho que já estava na viatura. No caminho, os dois ainda ameaçaram a equipe policial. Todos os envolvidos na briga foram para a Delegacia de Polícia Civil, onde o boletim de ocorrência foi registrado como ameaça, resistência, desacato, vias de fatos e descumprimento de decisão judicial que defere medida protetiva de urgência prevista em lei.

(Com informações do Diário Corumbaense)

Veja Também