• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Angélica

Município tem nova ETE para tratamento do esgoto

A obra está localizada na estrada MS-141, saída para o rio Ivinhema

Nova ETE tem capacidade de tratar 14,5 litros por segundo de esgoto bruto (Foto: Divulgação)

A Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) está concluindo muitas obras em diversos municípios. Na cidade de Angélica (MS), a firma já finalizou a ampliação do Sistema de Abastecimento de Água (SAA) e do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) que estavam em andamento.

O município já tem funcionando uma nova Estação de Tratamento de Esgosto (ETE), localizada na estrada MS-141, saída para o rio Ivinhema.

O gerente regional da Sanesul, Jair Ribeiro de Oliveira ressalta que "a ETE tem a capacidade de tratar 14,5 litros por segundo, é maior para atender a demanda atual e futura da cidade".

A obra faz parte de uma grande ação do Governo do Estado que está empenhado na busca pela universalização dos serviços de saneamento em Mato Grosso do Sul.

Além disso, também foram construídos mais 18 km de rede coletora de esgoto, 1.367 novas ligações domiciliares, uma elevatória e o emissário. Os recursos são do convênio com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) – PAC 2, e da própria Sanesul, total de R$ 7,7 milhões.

Investimentos:

Na atual gestão do Governo do Estado, a Sanesul vem investindo em Angélica R$ 9 milhões, proveniente de recurso federal e próprio da estatal.

Veja Também