• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Solidariedade

Mãe desempregada pede ajuda para cuidar do filho prematuro

Menino nasceu há dois meses mas ainda segue em UTI Neonatal na Santa Casa da Capital

Ajuda pode ser realizada via PIX (Foto: Arquivo Pessoal)

Gisele Veiga é a mãe do pequeno Carlos Augusto, que nasceu prematuro, com 25 semanas, no dia 16 de Março. Ela está desempregada desde janeiro e pede ajuda para poder cuidar do filho.

Nascido com apenas 750g, o bebê está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da Santa Casa. Agora, com dois meses, ele ainda se encontra no hospital, longe da mãe e de casa.

"Carlos Augusto está na luta diária em que os extremos prematuros seguem", afirma a mãe. Neste período, o peso ainda não se estabilizou e o recém-nascido passou por quatro transfusões de sangue devido à anemia.

Gisele está pedindo ajuda financeira para manter a casa, alimentos e fraldas tamanho RN.

Quem desejar ajudar pode entrar em contato pelo número de telefone e PIX 67992489925.

Veja Também