• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Campo Grande

Família teme pelo sustento

Sem trabalho fixo,  mãe e filha vendem pão para pagar a faculdade manter o sustento de casa. Agora com a situação de pandemia de Coronavírus, elas não estão conseguindo vender o suficiente para se manter. Ester de Souza, de 20 anos, é acadêmica de Direito e para quitar as mensalidades do curso vende pão com a mãe,  Glaucilene Vera de Souza,  no semáforo  no cruzamento das avenidas Afonso Pena e Paulo Coelho Machado. 

A jovem tem a ajuda da mãe para fabricar os pães. “Minha mãe faz a massa, mas eu dou o ponto. Por conta de um acidente de moto minha mãe não pode fazer força no braço e  há dois anos ela está impossibilitada de trabalhar, “ explica Ester.  A universitária precisa de R$ 11 mil para pagar a faculdade e voltar a estudar. As vendas estavam indo bem e  geralmente  eram comercializados 5 pães por dia. Agora,  com a pandemia do Covid-19, o movimento caiu pela metade e o máximo que ela consegue vender não passa de 12 pães.  

“ Não sei como vou voltar a estudar e nem pagar as contas de casa. Infelizmente com o coronavírus as pessoas estão com receio de comprar e com a quarentena elas não estão saindo de casa. Começo a ficar preocupada, nossa renda vem das vendas do pães”, lamenta a estudante.

“A venda caiu tanto que nem estamos conseguindo nos alimentar direito, eu estou realmente preocupada por que minha família depende disso, meu medo é que essa situação piore”, ressalta.

As duas querem que tudo isso acabe e a cidade volte ao normal.  Ester quer realizar o sonho de voltar a faculdade e continuar ajudando no sustento da família.

Veja Também