• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Conta de Luz

Conta de luz deve atingir 115% de aumento em 2021

Aumento é consequência da falta de chuva e horário de verão, diz presidente do Concen MS

(Foto: Divulgação)

Não é novidade para os consumidores que o preço da tarifa de energia vem aumentando a cada mês. No fim de junho a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que a taxa da bandeira vermelha patamar 2 passará por reajuste. Com a mudança, o valor subirá de R$ 6,24 para R$ 9,49 a cada 100 kWh consumidos. A mudança marca uma alta de 52% na cobrança adicional.

Nesta terça-feira, a Presidente do Conselho de Consumidores da Área de Concessão da Energisa MS (Concen MS) Rosimeire Costa participou do programa Noticidade Primeira Edição da Rádio FM 97 para falar sobre os aumentos expressivos na conta de energia elétrica.


Segundo ela, o consumidor deve ficar atento ao consumo diário em suas residências. " A energia está cara e para suprir as necessidades a tarifa deve aumentar chegando a 115%, é um valor assustador, mas que a falta de chuva está prejudicando o fornecimento, vale lembrar ainda que se o horário de verão estivesse valendo certamente o valor da energia diminuiria, seria um impacto positivo", afirma Rosimeire.


Conforme Rosimeire Costa, além do reajuste na tarifa de energia elétrica, consequentemente a cesta básica e gasolina devem aumentar. "É um consequência que os consumidores devem ficar atentos. O cenário dos recursos hídricos é desafiador: a seca que atinge os reservatórios das hidrelétricas é a maior dos últimos 91 anos. Com isso, é preciso aumentar a geração de energia das termelétricas, que usam a queima de combustíveis, e têm um custo maior", explicou.

"Ainda de acordo com o Ministério da Economia, um aumento de 5% na conta de luz tem como consequência uma redução de R$ 2,3 bilhões no valor total que a União tem para gastar no ano", acrescentou Rosimeire .

Veja Também