• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
Alimentos

Supermercados negam risco de desabastecimento devido ao protesto dos caminhoneiros

Associação afirma que não há necessidade de consumidor antecipar as compras no mercado

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

A Associação Brasileira de Supermercados (Abras) informou que não há risco de desabastecimento da rede supermercadista em decorrência dos protestos dos caminhoneiros.

A entidade diz estar acompanhando o monitoramento feito pelo governo federal e Abin (Agência Brasileira de Inteligência), que indica que o movimento já perdeu força e que pode durar mais um ou dois dias no máximo. A Amas - Associação Sul-mato-grossense de Supermercados também monitora a situação no Estado

Para as associações, o abastecimento e os preços dos supermercados não devem ser afetados e não existe necessidade de antecipação de compras por parte do consumidor.