• Diretor de Redação Ulysses Serra Netto
  • MS Record
  • Rede Record
FELIPE ALENCAR

Jovem e consolidado advogado criminalista. Atua em Dourados (MS) e atende demandas de todo o país. Pesquisador do Direito com ênfase em Defesas Criminais e Empreendedorismo Jurídico e também atua como escritor do Jusbrasil.

Minhas Redes Sociais:

O poder do jovem advogado

Ser advogado nunca foi uma tarefa fácil, é uma profissão para os fortes, mas hoje em dia fazer parte da jovem advocacia é ainda mais desafiante.

Depois de conquistar a tão sonhada aprovação na OAB, o próximo passo é começar a advogar. Mas para isso é necessário conquistar a sua clientela e isso requer tempo e dedicação, o que para o jovem advogado é uma das tarefas mais difíceis.

Ter uma boa rede de relacionamento é crucial. De tal forma que estar ao redor de pessoas que podem te trazer uma dinâmica de espaço pode ajudar a conhecer a necessidade de seus possíveis futuros clientes, ou até mesmo saber os assuntos mais frequentes que necessitam ser estudados.

Assim, participar de palestras, congressos e eventos de instituições comerciais, empresariais e industriais podem ajudar a se colocar no mercado de trabalho. Por tanto, dessa forma a rede de relacionamentos aumenta e o advogado tem a oportunidade de se fazer conhecido.

Como jovem advogado, já ouvi muitas vezes as frases "você é jovem demais para ser advogado", "agora precisa pegar experiência e aprender para só depois poder cobrar mais".

Não nego o motivo de nenhuma dessas frases, ouso até dizer que são apropriadas.

Entretanto, hoje venho falar sobre os grandes pontos fortes que os jovens advogados tem e o grande número de coisas que contribuímos para o mundo do trabalho e, acima de tudo, para a sociedade.

Basta pensar que, por não termos 10 anos de experiência, nosso valor é “baixo”.

Mas nós, jovens, temos o grande poder oculto da "fome".

Fome por aprender, fome por trabalhar, fome por ser melhor e provar isso.

Temos essa força que devemos valorizar. Uma verdadeira vantagem em relação à acomodação da qual já tem muitos anos de experiência!

Os novos advogados têm o perfil dos novos empreendedores, com menos medo de arriscar e de investir, além de dominarem a informação e a tecnologia, o que contribui para minimizar as chances de erros e fracassos.

Há erros comuns que prejudicam o sucesso do jovem advogado no mercado. Um dos maiores é não sair da zona de conforto, uma vez que já se está acostumado à função. É preciso ampliar a mente e acreditar que há algo a mais a ser feito.

Na prática do direito, deve haver um equilíbrio entre conhecimento, experiência e empatia.

Esses três pilares são essenciais para fornecer um excelente serviço ao cliente. Mas cuidado! A experiência não requer muitos anos de experiência, mas a capacidade de aprendizado de cada um.


DEIXE SEU COMENTÁRIO