Menu
19 de julho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega banner  Ministério  da Saúde - HEPATITE VACINAÇÃO E TESTE
Rota das Estações

Filho incentiva mãe a ser corredora

Neiba Ota carrega desde 2011 a corrida como segunda casa

6 Fev2019Elaine Silva07h00
(Foto: Arquivo Pessoal)
  • Neiba e sua familia na viagem onde foi incentivada
  • (Foto: Arquivo Pessoal)
  • (Foto: Arquivo Pessoal)
  • (Foto: Arquivo Pessoal)
  • (Foto: Arquivo Pessoal)
  • (Foto: Arquivo Pessoal)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)
  • (Foto: Luciano Muta)

"Eu fui para o Rio de Janeiro, estava em uma praia famosa com meus filhos, aí passavam as moças correndo, então meu filho virou para mim e falou: ‘Mamãe, corre como aquelas moças de biquíni para perder o barrigão’, depois surgiu a primeira prova ", este foi o pontapé inicial para que a jornalista e atleta Neiba Ota, 43 anos, inicia-se sua vida como corredora. Desde 2011 Neiba busca superar seus limites e sua velocidade com a corrida.

Com cerca de sete anos participando das corridas, Neiba garante que "A Vibe é boa, é demais conseguir terminar a prova, ela mexe com o seu emocional, além de que toda prova é um momento de reflexão", conta Ota.

Cada corrida, sendo em prova ou apenas treino é um momento para a pessoa refletir, além do fato de gerar adrenalina, esses foram os principais motivos de Neiba. Quando decidiu mudar de vida Ota acabou influenciando seus familiares e amigos. "Quando ela começou a correr, eu estava sedentário, mas ela insistiu tanto para eu acompanhar que acabei pegando gosto", declara seu marido Múcio Marinho. A insistência de Neiba tinha um motivo. "Eu achava legal que ao final da prova todo mundo se juntava e conversava sobre o percurso, mais como eu corria sozinha logo tinha que voltar para casa para passar um tempo com a minha família", declarou a jornalista. A corrida uniu cada vez mais a família tanto que os filhos de Neiba de 12 e 9 anos correm de vez em quando ao lado dos pais.

A cada nova corrida os atletas ganham novas amizades, prova disto é que após ganhar um prêmio na categoria por idade aos 40 anos, Neiba foi convocada para participar de um grupo que estava procurando mais uma pessoa para realizar uma prova de revezamento em poucos dias. Depois deste fato Ota não deixou mais o grupo Kamikaze (Ventos de Deus), que acabou unindo a amizade com a paixão.

A jornalista também participa do grupo de corrida Percurso Livre. Quando Neiba começou a correr com o Percurso Livre, a Rede MS criou a Rota das Estações. Na época Ota trabalhava na TV MS Record e participou de todas as etapas no primeiro ano. "A TV Record uniu as duas coisas na minha vida. Uma das provas mais bonitas que participei, foi em Corumbá, onde nós todos trabalhamos muito, ajudei na hora da largada e ainda corri", conta Neiba.

A atleta já garantiu seu espaço na Corrida de Verão e seu objetivo é abaixar seu tempo no percurso de 10 km. Para alcançar seu objetivo Neiba realiza um treinamento na W-30 Performece, onde encontrou o treinamento para aumentar seu rendimento."O objetivo da Neiba é diferente do Rodrigão, ela quer melhorar seu rendimento, já ele quer de condicionar para correr", relata Edir Wagner, 37 anos, sócio proprietário da W-30.

Durante todos esses anos como corredora a jornalista/atleta/mãe, influenciada pelo filho é a prova que a corrida traz foco para a vida das pessoas. "Quanto mais corremos mais temos foco", declara Neiba. A corrida é como se fosse uma seita ou uma religião, sendo um dos esportes mais democráticos, além de ser natural e simples.

A primeira etapa da Rota acontece em Campo Grande, na Avenida Afonso Pena, em frente à Cidade do Natal, no dia 23 de fevereiro. Faça como Neiba e sua família garanta sua participação na corrida pelo site do Diário Digital.

Veja Também