Campo Grande •11 de Dezembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner SEGOV - Governo Presente 3 DETRAN/DESAFINADOS

Neiba Ota, enviada especial a Bonito | Segunda, 31 de Julho de 2017 - 10h00Sacrifícios, lágrimas e sorteIndígena classificou-se em terceiro lugar apesar das dificuldades

  
(Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

A corrida se torna mágica na vida de quem pratica o esporte. Para uns, é o momento de reflexão, de oração e de relaxamento. Já outros sentem a adrenalina e ficam realmente viciados pela atividade. Alguns chegam a loucuras e encontram no caminho fatos inesquecíveis. No último fim de semana, na Rota das Estações – Etapa Bonito- um fato comoveu a todos e as lágrimas eram visíveis nos olhos de muitos participantes. A história de uma corredora, classificada em terceiro lugar geral na prova de 10km, ganhou destaque e até parecia um filme com final feliz.   

Mesmo com poucos recursos, a indígena de Aquidauana, Suzana Batista Ferreira, de 22 anos, investiu na corrida de inverno em Bonito. Desde a adolescência, ela corre sem patrocínio. Recentemente, ganhou o prêmio de R$ 300 reais numa prova em Corumbá. "Fiz a minha inscrição e paguei minha passagem de ônibus e um amigo de Aquidauana me deu R$ 70 reais para eu conseguir voltar", contou.
A jovem recebeu ainda a solidariedade do professor Elton Teixeira, de 30 anos. Ele a alojou com outros corredores em sua residência. Mas, a grana estava contada e não foi possível fazer uma refeição em Bonito. “Ela ficou sem janta”, disse Elton.
Apesar de mal alimentada, Suzana correu com garra, fez os 10km em 47 minutos e 17 segundos. Ela ficou em terceiro lugar geral feminino e voltaria para casa com esse prêmio e um pacote de bolacha e salgadinhos de lanche para viagem. Mas, a corrida é tão surpreendente para os participantes que traz surpresas incríveis. 
A sorte bateu para Suzana. O gerente da Rádio Bonito Fm, Edmilson Toquinho, sorteou o número 218 para levar uma moto Okm. Porém, o contemplado não estava e perdeu o prêmio. No segundo sorteio, o número 97 e era da corredora Suzana. 
A corredora estava quase indo embora, ganhou a moto e não conteve as lágrimas. "Tô muito emocionada, só Deus sabe o que passei para estar aqui!" A emoção dela comoveu a todos os corredores, vários corredores a cercaram e comemoraram. "Ela merece!", disse professor bonitense Elton Teixeira.
Pelos benefícios à saúde e democratização do esporte, segundo o gerente da Gazin de Bonito, Rafael Fávero, a empresa incentiva a corrida. "Dois funcionários nossos correram", disse.
Gazin e Sesi patrocinaram a corrida em Bonito. Desta vez, foram 300 participantes. "No próximo ano, vamos aumentar o número de vagas", adiantou o diretor de marketing da TV MS, Ulysses Serra. 
O evento contou com organização técnica de A4 Sports e cronometragem Cardoso Sports e apoio de vários parceiros. Entre eles: Prefeitura de Bonito, Governo do Estado (Festival de Bonito, Polícia Rodoviária Estadual), Departamento Municipal de Trânsito, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Cassems, Versátil, Biofrutas, Laboratório Bonito, Acgua Estúdio e Balneário Monte Cristo.

 

Veja Também
Sucesso, Rota das Estações terá novidades em 2018
Confira seu desempenho na Corrida da Primavera
Confira as imagens da Corrida da Primavera
Idosos dão show de disposição na Rota das Estações
Família chamou atenção com camiseta personalizada
Treinador de grupo de corrida elogia organização das provas
Funcionário da Gazin diz que corrida é estímulo ao esporte
Atletas relatam felicidade em completar mandala inédita
Carteiro aposentado ganha motocicleta em sorteio
Corredora da Capital é a mais rápida nos 10 km
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothShop
Rec banner - Patio central
DothNews
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento