Campo Grande •17 de Agosto de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner FM Cidade

Neiba Ota - Especial para o Diário Digital | Segunda, 31 de Julho de 2017 - 08h14Loucos pela corrida emocionamMovidos pela paixão anônimos de diferentes classes sociais desafiam seus limites

  
(Foto: Marco Miatelo)
  • Vilma Pires de Souza, de 48 anos, concluiu o percurso dos 5km e ganhou a colocação de primeiro lugar geral feminino. (Foto: Marco Miatelo)
  • Leonardo Moraes Messias Amorim perdeu parte da visão, enfrentou lesão na perna mas não desistiu! Ficou em primeiro lugar na classificação geral! (Foto: Marco Miatelo)
  • Guilherme dos Anjos veio de Petrópolis (RJ), fez 5km em menos de 16 minutos e ganhou o prêmio de primeiro lugar. (Foto: Marco Miatelo)
  • A douradense Gisele Bitencourt ficou surpresa ao conquistar o primeiro lugar geral de 10km (Foto: Marco Miatelo)
  • Neiba Ota, primeiro lugar da categoria 10km. (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

A paixão moveu centenas de corredores de diferentes classes sociais, no último fim de semana, para Bonito. As prova de 5km e 10km na pista da cidade do ecoturismo, com premiação em dinheiro para os três primeiros colocados, desafiaram corredores de todo o Brasil. A corrida de inverno, Rota das Estações - Etapa Bonito-, promovida pela TV MS Record em parceria com Rádio Bonito FM, FM Cidade e Diário Digital, atraiu sul-matogrossenses, paulistas e cariocas.

Desde a largada até a premiação, o percurso (com subidas e a presença viva da natureza) e histórias de sacrifícios, de escolhas e de dedicação dos atletas proporcionaram momentos inesquecíveis aos participantes. Eu corri 10km e acompanhei a vibração da maioria no trajeto que saiu da Praça do Peixe, seguia até a rodovia rumo aos principais pontos turísticos (gruta e balneários). Após vencer limites físicos e, para uns, até financeiros, atravessar a linha de chegada foi a verdadeira vitória. 

Em 20 minutos, Vilma Pires de Souza, de 48 anos, concluiu o percurso dos 5km e ganhou a colocação de primeiro lugar geral feminino. O sentimento era de dever cumprido, ela veio de Birigui para levar o prêmio. Afinal, há 10 anos, o amor pelo atletismo vem transformando a vida dela.
Da roça para as pistas de corrida, Vilma trocou a vida do campo e passou a trabalhar de doméstica na cidade. 

Com os incentivos de prêmios financeiros em corridas, a atleta conquistou a casa própria e, hoje, a modalidade virou o seu ganha pão. Por isso, todo esforço para vencer. "Escolho provas que pagam, tenho disciplina e treino com frequência", disse a campeã dos 5km feminino.

Os obstáculos apareceram também no caminho do corredor paratleta Leonardo Moraes Messias Amorim, de 30 anos, que corre há 13 anos.Perdeu parte da visão, passou a correr e, no começo deste ano, enfrentou lesão na perna, mas não desistiu.

Na corrida de inverno, em Bonito, ele se sentiu como "Usan Bolt". "Eu venho me superando, corri a primeira prova da rota em Campo Grande mal com dores, em Dourados fui campeão e, hoje, novamente primeiro lugar nos 10km com 32min e 10 segundos. Todos me chamaram de Bolt de Ms. Ganhei o novo apelido e estou muito feliz!"

Felicidade também ficou estampada no rosto de Guilherme dos Anjos, de 25 anos, que veio de Petrópolis (Rj). Ele fez 5km em menos de 16 minutos e ganhou o prêmio de primeiro lugar. 
O resultado da moradora de Dourados, personal física Gisele Bitencourt, de 30 anos, a surpreendeu e despertou mais gosto pelas corridas. "Faz menos de um ano que estou treinando, não imaginava ganhar o primeiro lugar geral de 10km. (Ela fez o percurso em 46min e 35 segundos). Agora vou me empenhar para ir a Corumbá", disse.

Sem desculpas para correr

Nem imprevistos impediram os apaixonados pela corrida de participar da Rota das Estações - Etapa Bonito. O marceneiro Milton Rodrigues, de 52 anos, ficou sem hospedagem e dormiu na Praça da Liberdade. "Eu procurei um hotel e não tinha vaga, vim para o banco da praça esperar a prova e corri com muita vontade. Por pouco não peguei pódio, mas valeu cada segundo. Melhorei o meu desempenho. Agora bora correr em Corumbá!"

O casal Thiago Pithan e Treice Imperatori madrugou, em Campo Grande, para encarar a corrida em Bonito.Os dois escolheram 10km. Na pista, ele sentiu dores musculares e pediu que ela seguisse o percurso. A esposa conclui bem a prova e ficou em segundo lugar na categoria de 20 a 29 anos e ele terminou com dores. Mas, a vitória foi de ambos, no pódio a conquista foi compartilhada com muitas fotos e alegria. 

Em celebração à saúde do marido, pela primeira vez Tatiana de Deus correu 5km. Livre de doença grave, com transfusão de medula óssea, o esposo professor Carlão comemora a vida com hábitos saudáveis como a corrida. "Eu resolvi acompanhá-lo", disse Tatiana.

Veja Também
Confira novo álbum de fotos da Corrida de Bonito
Alegria de advogada contagia corredores em Bonito
Corrida atraiu público para festival, diz secretário
Sacrifícios, lágrimas e sorte
Correu em Bonito? Confira seu desempenho na prova
Sucesso, Corrida de Bonito terá mais vagas em 2018
Confira as imagens da Corrida de Inverno de Bonito
Gazin incentiva funcionários a participarem de corrida
Amigos superam desafios em viagem para correr em Bonito
Lesionado, marido comemora pódio da esposa na Corrida de Bonito
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento