Menu
18 de julho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Super Banner Campo Grande Expo
Rota das Estações

Alegria de advogada contagia corredores em Bonito

Nara dos Reis grita para convencer a ela e aos outros que vão concluir a prova

31 Jul2017Neiba Ota, enviada especial a Bonito16h00
(Foto: Marco Miatelo)
  • Nara dos Reis Ferreira, cumprindo a prova em Bonito, com o número 77
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

Quem corre 5km ou 10km, uma vez ou outra, ouve os gritos animados da advogada Nara dos Reis Ferreira, de 47 anos. Desde a largada até a chegada, ela tem fôlego para chamar os outros para manter o pique no percurso. “Oi, amigo! Bora lá!”, dizia a corredora, no último domingo, na Rota das Estações – Etapa Bonito – corrida de inverno.

Mesmo em subidas, com obstáculos e quase derretendo no asfalto de Bonito numa altimetria de 389 metros, a corredora fazia o ritmo dela e não parava de gritar. “Faço isso para desabafar que está difícil, não posso desistir e mostro a minha alegria em correr”, comentou e, segundo ela, sempre dá certo. “Encontro disposição para terminar a prova e acabo puxando outros corredores que estão se sentindo cansados!”

Assim, Nara vem se tornando conhecida entre os corredores. Há 14 anos, ela adotou as corridas em sua vida para emagrecer e o vício do bem picou a advogada que treina com frequência no Parque das Nações e no Parque dos Poderes, em Campo Grande. De 2003 até o momento, a advogada perdeu 8kg, ganhou novos amigos na pista e só tira férias com a família (ela tem três filhos) em locais, onde pode continuar com os treinos. “Já pergunto, tem praia, tem floresta, parque para eu correr, senão eu nem vou!”

Natural de Petrópolis, Rio de Janeiro, ela chegou a Campo Grande em 1996 e diz que as amizades e a vida social se tornaram mais intensas, quando começou a frequentar grupos de corredores. “O meu ciclo de amigos cresceu e, onde eu vou correr, volto com novos conhecidos, também não paro de falar!”

Essa energia, segundo a corredora Nara, ajuda a aliviar o estresse do trabalho e representa conquistas em sua vida. Uma delas é concluir a prova e voltar para casa, encontrar quem fica a esperando de suas corridas, com o sentimento “de dever cumprido e de felicidade!” A atividade física estimula hormônios no organismo que transmitem essa sensação de alegria, entusiasmo e bem estar.

Por isso, com frequência de treinos, disciplina e garra, Nara vem se empenhando cada vez mais e ganhando prêmios na categoria dela, de 40 a 49 anos. Na Rota das Estações, ela participou em Campo Grande, na corrida de verão, em Dourados na de Outono e, no fim de semana, em Bonito conquistou o pódio. Nara já faz planos para participar da corrida da primavera em Corumbá no mês de novembro. “Eu vou para Corumbá e vou fechar a minha mandala”, disse.

 

Veja Também