Menu
19 de março de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega banner segov dengue
Temporais

Águas de 2018 alagaram Campo Grande

População padeceu novamente devido aos alagamentos na periferia e região central da cidade

31 Dez2018Da redação08h00
(Foto: Marco Miatelo)
  • Idoso foi resgatado de dentro de carro, cercado pela água, por cidadãos na Via Park em 3 de Outubro
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)

O alagamento das ruas do Centro e bairros de Campo Grande se repetiu no ano de 2018. Em várias ocasiões, chuvas rápidas inundaram vias e invadiram residências. Unidades de saúde na periferia e hospitais na região também foram prejudicados com alagamentos e infiltrações.

Nas ruas, a população sofreu e esteve em perigo. Um dos dias mais críticos foi 3 de Outubro. Após a manhã ensolarada, uma tempestade chegou com tudo no período da tarde e deixou para trás rastros de destruição.

Carros boiando nas vias alagadas, ruas interditadas, pessoas encharcadas e até animais sendo arrastados pelas águas foram facilmente vistos durante o temporal. Na Via Park, localizada próxima à Avenida Afonso Pena, por exemplo, o cenário foi exatamente esse, o retrato do caos.

O córrego Prosa, que corta o Parque das Nações Indígenas, transbordou e deixou pessoas em apuros. Um idoso de 72 anos viveu momentos de pânico dentro do carro completamente cercado pela água. Felizmente, ele foi resgatado por populares que se arriscaram nas águas para retirá-lo do veículo. O idoso deixou o local passando bem.

Veja Também