Menu
26 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Retrospectiva em fotolegendas

Em 2016, ex-prefeito voltou a ser preso e levou esposa junto

Gilmar e Andreia Olarte estiveram presos, por 40 dias, na Operação Pecúnia; ele renunciou o cargo de vice prefeito; confira nas fotolegendas do Diário Digital

30 Dez201607h30
Em 15 de agosto, Gaeco deflagrou Operação Pecúnia que levou para cadeia Gilmar Antunes Olarte e sua esposa Andréia Nunes Zanelato Olarte, Evandro Simões Farinelli e Ivamil Rodrigues de Almeida
  • Em 15 de agosto, Gaeco deflagrou Operação Pecúnia que levou para cadeia Gilmar Antunes Olarte e sua esposa Andréia Nunes Zanelato Olarte, Evandro Simões Farinelli e Ivamil Rodrigues de Almeida
  • Em 15 de agosto, Gaeco conduz ex-prefeito Gilmar Olarte; ele, a esposa e outros dois são suspeitos de crimes como desvio de verbas e lavagem de dinheiro
  • Em 15 de agosto, ao ser conduzida à prisão, na Operação Pecúnia, Andreia Olarte alegava inocência dela e do marido, Gilmar Olarte
  • Em 15 de agosto, Gaeco deflagrou Operação Pecúnia que levou para cadeia Gilmar Antunes Olarte e sua esposa Andréia Nunes Zanelato Olarte, Evandro Simões Farinelli e Ivamil Rodrigues de Almeida
  • Em 17 de agosto, Olarte depõe ao Gaeco e reiterou ser inocente; segundo investigadores a compra de imóvel de luxo em dinheiro vivo estava mal explicada
  • Em 6 de setembro, preso há mais de 20 dias, Olarte renunciou ao cargo de vice-prefeito que ainda detinha; carta de renúncia foi entregue à Câmara Municipal
  • Em 27 de setembro, Gilmar Olarte deixa cadeia graças a um habeas corpus que também libertou sua esposa
  • Em setembro, casal Olarte enfim foi colocado em liberdade, mas o juiz determinou uso de tornozeleira, pagamento de fiança e estipulou horários para saírem de casa

Fotos: Luciano Muta, Roberto e José Luiz Martins

Texto e edição: Valdelice Bonifácio

Veja Também