Menu
20 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner ALMS - Parlamento Jovem
Câmara Municipal

Vereadora promete provar que trocou de partido por justa causa

Enfermeira Cida trocou o Podemos pelo Pros; ela alega motivos éticos

16 Abr2018Valdelice Bonifácio16h37

A vereadora Maria Aparecida de Oliveira do Amaral, conhecida como Enfermeira Cida Amaral, que trocou o Podemos pelo Pros informou, por meio de sua assessoria, que a desfiliação ocorreu por justa causa e que se sua cadeira for requerida pelo antigo partido vai provar na Justiça os motivos da desfiliação.

“Foi por justa causa. Por motivos éticos e para não causar desconforto partidário, a vereadora prefere se reservar da prerrogativa de não expor”, informou a assessoria da parlamentar.

Na semana passada, a direção regional do Podemos anunciou que vai à Justiça pedir a vaga da parlamentar. Conforme o presidente estadual da sigla Cláudio Sertão, a vereadora se desfilou sem  ao menos comunicar a legenda. Ele diz que desconhece os motivos da desfiliação e que a cadeira de Cida será reivindicada na Justiça.

Já a assessoria da parlamentar garante que está preparada para defender o direito da Enfermeira Cida ao mandato. “Se for requerido, o jurídico está pronto para tomar as atitudes necessárias”, disse a assessoria da parlamentar. “Vamos demonstrar os motivos da justa causa”, completou.

Nas eleições de 2016, a Enfermeira Cida elegeu-se em chapa pura do Podemos com cerca de 1,9 votos. O primeiro suplente dela é o jornalista Silvio Mori que também se desfilou do partido. Assim, o Podemos pedirá a vaga para o segundo da lista Wilson Xororó que teve 1,2 mil votos.

Veja Também

MPF cobra R$ 22 milhões de Puccinelli e ex-secretários
LDO terá audiência pública dia 27
Cadastro biométrico não é obrigatório no interior para eleições 2018, diz TRE-MS
Servidor público terá falta abonada para ir à reunião escolar
TCE-MS encaminha projeto de reajuste salarial à Assembleia
Vereadores da Capital propõem parcelar imposto em até 12x
Aprovados em concurso da Agepen pedem apoio por convocação
Segunda instância rejeita último recurso de Lula no caso do triplex
STF aceita denúncia contra Aécio por corrupção e obstrução de Justiça
PSDB e MDB travam luta pelo DEM