Menu
20 de fevereiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Dourados

Vereador preso pelo Gaeco pede afastamento

Operação Cifra Negra do Gaeco investiga fraude em licitação e corrupção ativa e passiva

6 Dez2018Da redação18h14

O vereador Idenor Machado, preso na Operação Cifra Negra, na tarde desta quarta-feira (05) protocolou  pedido de afastamento na Câmara Municipal de Dourados. A presidente da casa de leis, vereadora Daniela Hall confirmou o fato. Outro pedido protocolado também hoje (06) na secretaria do órgão foi o de “posse imediata” por Maurício Lemes (PSB).

Conforme informado pela presidente, ambos os pedidos chegaram à secretaria já no final do expediente, o que tornou inviável que fossem despachados ainda nesta quinta-feira (06).

Idenor Machado pediu afastamento pelo período de 32 dias. De acordo com a presidente, no caso dele havia a possibilidade de pedido de afastamento de até 120 dias, “sem perda do cargo”, condições previstas em regimento interno. 

Maurício Lemes é o primeiro suplente da coligação 'Compromisso de Verdade', que tinha como candidato a prefeito nas eleições de 2016, Geraldo Resende (PSDB). Com a saída de Idenor, ele assume o cargo de vereador.  

(As informações são do site Dourados News)

Veja Também

Deputados sugerem liberação de caça ao jacaré
Governadores debatem reforma da Previdência com ministro da Economia
Bolsonaro entrega proposta para reforma da Previdência
Câmara quer Corregedoria atuante na Assembleia
Deputado pede investigação sobre furto de gado
Deputado propõe criação de frentes em defesa da criança e da mulher
Fake news são empecilho para vacinação contra HPV
Horário estendido nas unidades de saúde será debatido na Câmara
Trabalhador pode ter de contribuir por 49 anos, alerta senador
Nelsinho é escolhido coordenador da bancada de MS