Menu
19 de novembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner - AL/MS - Campanha Mudanças
Congresso

Senador eleito quer mudar divisão de recursos com estados e municípios

Petebista também criticou o tamanho da estrutura do governo federal, e defendeu que é preciso enxugar a máquina pública

9 Nov2018Da redação17h37

Eleito por Mato Grosso do Sul com mais de 400 mil votos (18,37%), Nelsinho Trad (PTB) se classifica como um senador municipalista. Ex-prefeito de Campo Grande, de 2004 a 2012, ele afirma que o país precisa “fortalecer os municípios”.

“Sei da necessidade de se fazer a reorganização da divisão do bolo tributário federal em defesa dos municípios”, declarou, lembrando que, na partilha de recursos arrecadados pela União, estados e cidades têm recebido cada vez menos verbas.

O petebista também criticou o tamanho da estrutura do governo federal, e defendeu que é preciso enxugar a máquina pública.

“Nós temos que dar o exemplo para a população. O recado foi muito forte nas urnas, com 85% de renovação do Senado. Temos de começar reorganizando a máquina pública, fazer com que o próximo presidente eleito entenda isso. E, a partir daí, fazer as reformas de que o Brasil precisa: previdenciária, tributária e política”, destaca.

Nelsinho Trad é estreante no Congresso Nacional. Médico, 57 anos, tem especialização em cirurgia geral, urologia, medicina do trabalho e saúde pública. Além de prefeito de Campo Grande, foi também vereador da capital em 1992, tendo sido reeleito duas vezes. Hoje é presidente do PTB de Mato Grosso do Sul.

Veja Também

Bolsonaro volta a falar sobre médicos cubanos
Bolsonaro sai em defesa de Tereza Cristina
Uso medicinal da maconha pode ser aprovado em comissão no Senado
Profissão de Podólogo poderá ser regulamentada
Senador pede fim do sigilo dos empréstimos do BNDES
PSL entrega prestação de contas retificadora da campanha de Bolsonaro
Presidente do TRF4 assina exoneração de Sérgio Moro
Bolsonaro reitera que decisão sobre médicos cubanos é humanitária
Carta do Fórum de Governadores contempla quatro propostas de Reinaldo
Cidadania Assembleia quer saber andamento de processos Grupo irá acompanhar processos criminais envolvendo indígenas de MS