Menu
27 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Eleições 2016

Rose Modesto é a entrevistada da Rede MS nesta segunda

Candidata tucana é a terceira a ser entrevistada pelos veículos da Rede

26 Set2016Valdelice Bonifácio07h29

A vice-governadora Roseane Modesto (PSDB) é a entrevistada desta segunda-feira, 26 de setembro, da Rede MS Record. Ela é o terceiro nome entre os candidatos à prefeitura de Campo Grande a apresentar suas propostas aos veículos da Rede MS. A rodada de entrevistas começou na semana passada. A ordem foi definida por sorteio na presença de representantes das candidaturas.

Os candidatos a chefe do Poder Executivo Municipal falam ao programa Noticidade, da Rádio FM Cidade, ao telejornal MS Record e ao Diário Digital. A entrevista à rádio começa às 12h05 e na televisão os candidatos falam ao vivo em seguida. Na sequencia, eles detalham suas propostas ao Diário Digital.

Vale mencionar que as entrevistas ao telejornal MS Record são gravadas e depois disponibilizadas no canal de vídeos do Diário Digital.

As entrevistas ao telejornal tem a duração de 10 minutos, o mesmo acontecendo na Rádio FM Cidade. Participam da rodada sete candidatos cujos partidos políticos têm participação no cenário político nacional, conforme legislação eleitoral editada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na semana passada já falaram à Rede MS Marcelo Bluma (PV) e Alcides Bernal (PP). Após Rose Modesto, serão entrevistados também Alex do PT no dia 27, Coronel Davi (PSC) dia 28; Athayde Nery (PPS) dia  29 e no dia 30 Marquinhos Trad (PSD), encerrando a rodada.

Rose Modesto - Concorrente pela coligação Juntos por Campo Grande, Rose Modesto é vice-governadora de Mato Grosso do Sul, filiada ao PSDB. Seu vice é o empresário Cláudio Mendonça (PR). Em 2008, foi eleita vereadora do município e em 2012 reeleita para o cargo. 

Em 2014, foi eleita vice-governadora na chama encabeçada por Reinaldo Azambuja, também do PSDB. Após posse no cargo, foi nomeada para comandar a  Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), cargo do que deixou em abril para concorrer nas eleições deste ano.

Veja Também

Cãmara Prefeitura presta contas Situação financeira da Capital será debatida na segunda-feira
Assembleia Deputados analisam, prestação de contas da Saúde Relatório do primeiro quadrimestre será votado e aprovado por parlamentares
Múltipla escolha eleitoral
Pedro Chaves defende caminhoneiros e critica gestão da Petrobras
Projeto de lei cria programa de amparo à mulher alcoólatra em MS
Temer entra com ação no STF para desbloquear rodovias
Forças federais vão desbloquear rodovias
Simone comemora destinação de 30% do fundo eleitoral para mulheres
TSE define quanto cada partido receberá de fundo eleitoral
Reoneração é aprovada com erro e projeto será ajustado, diz Marun