Menu
24 de maio de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega banner ALMS - AUDIÊNCIA PÚBLICA
Omep e Seleta

Reunião discute demissões na Omep e Seleta

Atualmente estão contratados via Omep e Seleta cerca de quatro mil servidores

13 Jan2017Valdelice Bonifácio14h33

Reunião na 2ª Vara de Direitos Difusos e Coletivos, no Fórum de Campo Grande, discute na tarde desta sexta-feira, 13 de Janeiro, a situação dos trabalhadores da prefeitura de Campo Grande, contratados via Omep e Seleta.

Participam da reunião o juiz titular da Vara David de Oliveira, o prefeito Marquinhos Trad (PSD) , secretários da prefeitura, além do promotor Marcos Alex Vera.

Na chegada ao Fórum, Marquinhos foi recebido por um grupo de mulheres aprovadas em um concurso público, em 2013, que realizavam um manifesto pelas nomeações. Elas exibiam cartazes nos quais cobravam seu direito às vagas.

Uma das manifestantes Marcela Alves Campos afirma que no concurso de 2013 houve a aprovação de 513 candidatas para assistente social. Porém, desde então só 13 foram chamadas.

"Nosso movimento é em apoio ao juiz David e ao promotor Marcos Alex”, explicou a manifestante. O magistrado e o promotor defendem que a prefeitura destine as vagas aos concursados.

A reunião de hoje deve discutir um plano de demissões dos contratados via Omep e Seleta. Atualmente, estão contratados via Omep e Seleta cerca de quatro mil servidores. A reunião segue a portas fechadas.                   

No final do ano passado, o mesmo juiz tinha determinado a suspensão dos contratados e os pagamentos feitos à Omep e Seleta. Contudo, no início deste ano, o prefeito Marquinhos Trad obteve uma liminar no Tribunal de Justiça que permitiu o retorno dos servidores ao trabalho e o pagamento dos salários que estavam atrasados.

Veja Também