Menu
19 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Reforma

Reinaldo Azambuja implanta nova estrutura

Decretos foram assinados na manhã de hoje e novos titulares empossados nas pastas

17 Mar2017Laureano Secundo11h16

O Governador Reinaldo Azambuja assinou agora de manhã decretos referentes à reforma Administrativa aprovada na semana passada pela Assembleia Legislativa. Foram nomeados os novos titulares das pastas que passaram por fusão e resultaram na redução de 13 para 10 secretarias. O projeto da reforma foi apresentada em fevereiro pelo governo, com a previsão de economizar R$ 134 milhões. Além da redução de secretarias, devem ser revisados os contratos e cortados cargos comissionados.

“O tamanho do Governo é o tamanho que nos ´permite cumprir dom as  obrigações”. Assim o governador Reinaldo Azambuja explicou como deverá funcionar a administração estadual a partir de agora com  nova estrutura mais enxuta. “A reforma corta na carne e fará com que o Estado seja mais eficiente e economize gastos”, disse o governador em discurso o chefe do Executivo Estadual ao justificar que desde o ajuste fiscal, em 2015. “Antes deste ano, a economia crescia mais que do que a inflação, mas hoje a situação é diferente”.

Além da Secretaria de Governo que terá como titular Eduardo Riedel que engloba dentre outras a Casa Civil outros assessores assume pastas que serão fundidas como  o caso do secretário da extinta Sepaf (Secretaria de Estado de Produção e Agricultura Familiar), Fernando Lamas, continuará coordenando os projetos da área na Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

Já a Secretaria de Cultura englobará uma série de subsecretarias, como racial, LGBT, indígenas e mulheres. Para o titular, Athayde Nery, cultura e cidadania têm de andar juntos, portanto, aprova e entende a mudança. Além destas áreas, a pasta também vai abranger a parte de Rádio e TV, enquanto Ciência e Tecnologia sai de sua competência para ficar com a Semagro.

Veja Também

Câmara quer pressa em apreciar alterações
Reservista do serviço militar poderá atuar como policial voluntário
Biometria para deputados é implementada na Assembleia
ex-governador Cabral vira réu pela 24ª vez
Verba para UBS não sai e abre divergência política
Simone elogia retomada das obras de fábrica de fertilizantes em MS
Educação Ações podem acabar com cursos EaD na área da saúde em MS Medidas foram decididas em audiência pública da assembleia
Eleições 2018 Eleição sem dinheiro de empresários Pela 1ª vez, campanha eleitoral não terá financiamento de empresas
PF pede quebra de sigilo telefônico de Temer e ministros
Senadora de MS sugere Comissão sobre Segurança Pública