Campo Grande •22 de Fevereiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Águas Guariroba - Campanha Águas Faz Mais

Valdelice Bonifácio e Mariel Coelho, especial para o Diário Digital | Terça, 14 de Novembro de 2017 - 15h28Preso, André Puccinelli passa por exames no ImolEx-governador e o filho estão presos em decorrência da 5ª fase da Lama Asfáltica

  
Puccinelli no Imol onde passou por exame de corpo de delito na tarde desta terça-feira (Foto: Marco Miatelo)
  • Puccinelli no Imol onde passou por exame de corpo de delito na tarde desta terça-feira

O ex-governador André Puccinelli passou por exame de corpo de delito no Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) de Campo Grande na tarde desta terça-feira, 14 de novembro, e retornou para a superintendência da Polícia Federal (PF) onde está preso em decorrência da Operação Papiros de Lama, quinta fase da Lama Asfáltica.

O ex-governador foi conduzido ao Imol em uma van da PF. Puccinelli está preso preventivamente, ou seja, sem data para ser liberado. 

Conforme as investigações, Puccinelli era a figura central em esquema de lavagem de dinheiro, que causou danos de R$ 235 milhões aos cofres públicos. Segundo a PF, Puccinelli era o “principal beneficiário e garantidor do esquema que tinha operadores, com funções definidas, várias empresas envolvidas no recebimento de vantagens e no pagamento de propinas”.

Ainda de acordo com a PF, nesta quinta fase, há também o envolvimento da Águas Guariroba e a empresa Proteco, de João Amorim, que foi conduzido coercitivamente na operação de hoje. Além de Puccinelli, foram presos o filho dele André Puccinelli Júnior e os advogados Jodascil Gonçalves Lopes e João Paulo Calves. Os últimos dois foram presos temporariamente pelo prazo de cinco dias.

As prisões e apreensões foram determinadas pelo juiz federal de 1ª instância Nei Gustavo Paes de Andrade. A operação foi deflagrada após delação de Ivanildo da Cunha Miranda, apontado como um operador do esquema de propina, que em colaboração premiada, afirmou que fez repasses para Puccinelli, em espécie.

O advogado de Puccinelli e Puccinelli Júnior, Renê Siufi, informou que pedirá um habeas corpus ao Tribunal Regional Federal (TRF3) em benefício dos dois.

Veja Também
Deputada de MS Tereza Cristina assume presidência da FPA
Assembleia inicia capacitação dos estudantes eleitos para o Parlamento Jovem
Proposta do Governo corrige subsídios para delegados
Tereza Cristina assume presidência da Frente Parlamentar da Agropecuária
TJ concede efeito suspensivo e libera salário do vereador Lucas Lima
Puccinelli leva evento do MDB a Naviraí e Nova Andradina
Debate sobre reforma da Previdência começa na terça, diz Marun
Prefeitos aguardam R$ 2 bi de Temer
A igreja e a superação da violência
Para Reinaldo, Wilson Martins foi um ícone da história política do MS
Square notícia uci
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento