Campo Grande • 06 de dezembro de 2016 • Ano 5
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Valdelice Bonifácio | segunda, 03 de outubro de 2016 - 16h16PSTU chama voto nulo no 2º turno em Campo GrandePartido classista considera que Marquinhos e Rose são "candidatos dos patrões"

Suél Ferranti concorreu à prefeitura pelo PSTU nas eleições deste ano
Suél Ferranti concorreu à prefeitura pelo PSTU nas eleições deste ano (Foto: Roberto Okamura)

Partido que defende as causas operárias, o PSTU está chamando voto nulo no segundo turno das eleições em Campo Grande. Ontem, 2 de outubro, os eleitores colocaram Marquinhos Trad (PSD) e Roseane Modesto (PSDB) na próxima etapa das eleições. Um deles será o próximo prefeito da Capital, mas os nomes não agradam ao PSTU que disputou o cargo com Suél Ferranti.

“O resultado que adveio das urnas em Campo Grande com Marquinhos Trad (PSD) e Rose Modesto (PSDB) para o segundo turno em nada representará os anseios dessa classe, nem, tampouco, do povo pobre e dos povos da terra (indígenas, quilombolas, assentados e sem terras)”, diz o PSTU em nota encaminhada à imprensa na tarde desta segunda-feira, 3.

Para o PSTU, os dois são “candidatos dos patrões”. “Chamamos os trabalhadores e o povo pobre de Campo Grande a votarem nulo e a defenderem nas ruas um programa realmente classista que exija melhores condições de vida para a classe trabalhadora”, conclama o PSTU.

As eleições em Campo Grande foram disputadas por 15 candidatos. Suel Ferranti foi o 12º na votação. Ele obteve 1.320 votos, ou 0,31% do total. Veja o resultado da votação clicando aqui. A votação do segundo turno será realizado no dia 30, último domingo de outubro.

Veja Também
terça, 06 de dezembro de 2016 - 14h18Trabalhador terá de contribuir por 49 anos para receber aposentadoria integral Com as regras previstas na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma, será possível economizar entre R$ 5 bilhões
Proposta de reforma do governo ficar para 2017
STF afasta Renan Calheiros da presidência do Senado
Rede pede afastamento de Renan ao Supremo
MS gasta R$128 milhões com presos
Manifestantes defendem Moro e pedem prisão de Renan
domingo, 04 de dezembro de 2016 - 11h59Protesto em defesa da Lava Jato reúne manifestantes em 200 cidades do Brasil Líderes dos movimentos estimam a presença de 15 mil a 20 mil manifestantes
Cinzas de Fidel Castro voltam ao ‘berço da revolução’
Bernal adia prestação de contas para quarta-feira
Perto de entregar prefeitura, Bernal presta contas na segunda-feira
square noticias uci
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - cirurgia.net
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2016 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento