Menu
17 de agosto de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Expo MS
Meio Ambiente

Proposta que cria complexo de preservação dos poderes é aprovada

Deputados estaduais aprovaram projeto por unanimidade em sessão nesta quarta-feira

16 Mai2018Da redação16h42

De autoria do deputado Amarildo Cruz (PT), o projeto de lei nº 126/2016, que cria o Complexo de Preservação, Proteção e Recuperação Ambiental dos Poderes do Estado de Mato Grosso do Sul, foi aprovado por unanimidade, em 2ª votação, durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (16). O complexo abrange o Parque Estadual do Prosa, o Parque dos Podres e o Parque das Nações Indígenas.

Pela proposta, ficam estabelecidas normas de proteção à fauna, flora e belezas naturais, tendo como objetivos a preservação das matas nativas do cerrado, o combate à degradação e modificação ambiental e a recuperação de árvores extraídas.

"A falta de uma lei específica de proteção ambiental para esses três parques faz com que, frequentemente, sejamos surpreendidos por ações de depredação das áreas e a nossa proposta prevê a proibição de desmatamento, de modo que em toda sua extensão, repleta de vegetação nativa, seja resguardada com medidas protetivas do Poder Público", pontuou Amarildo Cruz.

O deputado Paulo Corrêa é co-autor do projeto de lei que  prevê ainda que em casos de necessidade de instalações de órgãos públicos na área, as edificações só poderão ser iniciadas após apreciação da autoridade competente, devendo obedecer às normas e padrões do projeto do Complexo Ambiental, além da obrigatoriedade de compensação ambiental com replantio das árvores extraídas.

Veja Também

Disputa à Assembleia tem 14,3 por vaga
Em MS, 119 candidatos concorrem a deputado federal
Saiba quem são os candidatos ao Senado em MS
Enquete: 24% dos eleitores não irão votar
Seis registram candidaturas a governador
Tânia Garib é anunciada vice de Junior Mochi
PT registra candidatura de Lula à presidência da República
Odilon ataca desistência de Chaves: “covarde”
Junior Mochi concorrerá ao governo pelo MDB
Juiz vistoria Aquário antes de julgar superfaturamento