Menu
21 de janeiro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Meio Ambiente

Proposta que cria complexo de preservação dos poderes é aprovada

Deputados estaduais aprovaram projeto por unanimidade em sessão nesta quarta-feira

16 Mai2018Da redação16h42

De autoria do deputado Amarildo Cruz (PT), o projeto de lei nº 126/2016, que cria o Complexo de Preservação, Proteção e Recuperação Ambiental dos Poderes do Estado de Mato Grosso do Sul, foi aprovado por unanimidade, em 2ª votação, durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa desta quarta-feira (16). O complexo abrange o Parque Estadual do Prosa, o Parque dos Podres e o Parque das Nações Indígenas.

Pela proposta, ficam estabelecidas normas de proteção à fauna, flora e belezas naturais, tendo como objetivos a preservação das matas nativas do cerrado, o combate à degradação e modificação ambiental e a recuperação de árvores extraídas.

"A falta de uma lei específica de proteção ambiental para esses três parques faz com que, frequentemente, sejamos surpreendidos por ações de depredação das áreas e a nossa proposta prevê a proibição de desmatamento, de modo que em toda sua extensão, repleta de vegetação nativa, seja resguardada com medidas protetivas do Poder Público", pontuou Amarildo Cruz.

O deputado Paulo Corrêa é co-autor do projeto de lei que  prevê ainda que em casos de necessidade de instalações de órgãos públicos na área, as edificações só poderão ser iniciadas após apreciação da autoridade competente, devendo obedecer às normas e padrões do projeto do Complexo Ambiental, além da obrigatoriedade de compensação ambiental com replantio das árvores extraídas.

Veja Também

Vereador investigado por corrupção é preso novamente
Ex-secretário de Fazenda de Dourados é considerado foragido
Presidente da Câmara Municipal renuncia ao cargo
Capitão Contar admite disputar prefeitura em 2020
Lei veda empréstimo com recursos oficiais a quem deve FGTS
Bolsonaro assina decreto que flexibiliza a posse de armas
MPE pede ressarcimento de pagamentos irregulares de diárias
STF vai julgar casos polêmicos a partir do próximo mês
Vereadores debatem decreto sobre grandes geradores de lixo
Bolsonaro veta regulamentação sobre pagamento com cheques