Menu
21 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Segurança Pública

Projeto proíbe uso de capacete em estabelecimentos comerciais e públicos

Matéria foi apresentada à Assembleia Legislativa nesta semana

16 Jun2017Da redação20h46

Impedir a ação de bandidos que entram em estabelecimentos com o rosto coberto para não serem identificados pelas câmeras de segurança. Esse é o objetivo do Projeto de Lei que proíbe o ingresso ou permanência de pessoas utilizando capacete ou qualquer tipo de cobertura que oculte a face, nos comércios, lugares públicos ou abertos ao público, em Mato Grosso do Sul. A proposta foi apresentada nesta quarta-feira (14/6), pelo deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB).

O projeto determina ainda que os motociclistas retirem o capacete antes da faixa de segurança para abastecimentos. Nos estabelecimentos deverá ser fixada uma placa contendo a seguinte informação: “É proibida a entrada de pessoa utilizando capacete ou qualquer tipo de cobertura que oculte a face”.

“Assaltos e vários crimes praticados têm sido cometidos por pessoas com capacete ou vestimentas que impedem o registro da imagem de seus rostos pelas câmeras de seguranças. Apresentamos o Projeto de Lei para que os comerciantes possam exigir a retirada da cobertura”, justificou o parlamentar.

Veja Também

MPF cobra R$ 22 milhões de Puccinelli e ex-secretários
LDO terá audiência pública dia 27
Cadastro biométrico não é obrigatório no interior para eleições 2018, diz TRE-MS
Servidor público terá falta abonada para ir à reunião escolar
TCE-MS encaminha projeto de reajuste salarial à Assembleia
Vereadores da Capital propõem parcelar imposto em até 12x
Aprovados em concurso da Agepen pedem apoio por convocação
Segunda instância rejeita último recurso de Lula no caso do triplex
STF aceita denúncia contra Aécio por corrupção e obstrução de Justiça
Vereadora promete provar que trocou de partido por justa causa