Menu
20 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner ALMS - Parlamento Jovem
Assembleia

Projeto de Lei prevê proibição de celular em UTIs neonatais

Proposta prevê advertência e multa nos casos de descumprimento das normas

16 Mar2017Da redação19h00

Com base em pesquisas que comprovam que aparelhos celulares agem como veículos de transferência de bactérias com potencial patógeno, o deputado estadual Marcio Fernandes (PMDB) apresentou nesta quinta-feira (16/3), projeto de lei que proíbe a utilização de celulares em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) neonatais no âmbito do Estado de Mato Grosso do Sul. 

De acordo com a proposição, em caso de necessidade, acompanhantes, visitantes e funcionários das unidades de saúde poderão usar o aparelho fora da UTI e, ao retornarem, deverão realizar os procedimentos de higiene exigidos.

Com o propósito de conscientização, os órgãos de saúde poderão desenvolver campanhas informativas. O projeto prevê advertência e multa nos casos de descumprimento das normas. “Segundo pesquisa realizada no Brasil, um celular tem tanta bactéria quanto uma sola de sapato. Portanto, o aparelho contamina mãos, orelhas, boca e por onde mais passar. As bactérias são as principais causas de infecções e os bebês não possuem o sistema imune maduro para lidar com esses agentes etiológicos, correndo, inclusive, risco de morte”, destacou Marcio. 

Veja Também

Cadastro biométrico não é obrigatório no interior para eleições 2018, diz TRE-MS
Servidor público terá falta abonada para ir à reunião escolar
TCE-MS encaminha projeto de reajuste salarial à Assembleia
Vereadores da Capital propõem parcelar imposto em até 12x
Aprovados em concurso da Agepen pedem apoio por convocação
Segunda instância rejeita último recurso de Lula no caso do triplex
STF aceita denúncia contra Aécio por corrupção e obstrução de Justiça
Vereadora promete provar que trocou de partido por justa causa
PSDB e MDB travam luta pelo DEM
STF retomará julgamento sobre restrição ao foro privilegiado no dia 2 de maio