Menu
19 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Assembleia

Projeto de Lei prevê proibição de celular em UTIs neonatais

Proposta prevê advertência e multa nos casos de descumprimento das normas

16 Mar2017Da redação19h00

Com base em pesquisas que comprovam que aparelhos celulares agem como veículos de transferência de bactérias com potencial patógeno, o deputado estadual Marcio Fernandes (PMDB) apresentou nesta quinta-feira (16/3), projeto de lei que proíbe a utilização de celulares em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) neonatais no âmbito do Estado de Mato Grosso do Sul. 

De acordo com a proposição, em caso de necessidade, acompanhantes, visitantes e funcionários das unidades de saúde poderão usar o aparelho fora da UTI e, ao retornarem, deverão realizar os procedimentos de higiene exigidos.

Com o propósito de conscientização, os órgãos de saúde poderão desenvolver campanhas informativas. O projeto prevê advertência e multa nos casos de descumprimento das normas. “Segundo pesquisa realizada no Brasil, um celular tem tanta bactéria quanto uma sola de sapato. Portanto, o aparelho contamina mãos, orelhas, boca e por onde mais passar. As bactérias são as principais causas de infecções e os bebês não possuem o sistema imune maduro para lidar com esses agentes etiológicos, correndo, inclusive, risco de morte”, destacou Marcio. 

Veja Também

Câmara quer pressa em apreciar alterações
Reservista do serviço militar poderá atuar como policial voluntário
Biometria para deputados é implementada na Assembleia
ex-governador Cabral vira réu pela 24ª vez
Verba para UBS não sai e abre divergência política
Simone elogia retomada das obras de fábrica de fertilizantes em MS
Educação Ações podem acabar com cursos EaD na área da saúde em MS Medidas foram decididas em audiência pública da assembleia
Eleições 2018 Eleição sem dinheiro de empresários Pela 1ª vez, campanha eleitoral não terá financiamento de empresas
PF pede quebra de sigilo telefônico de Temer e ministros
Senadora de MS sugere Comissão sobre Segurança Pública