Menu
22 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Três Lagoas

Primeiro ato de novo prefeito será plantar árvore de Jatobá

Guerreiro tomou posse logo após a virada de ano, em solenidade na Câmara Municipal

1 Jan2017Da redação16h19

Ângelo Guerreiro (PSDB), de 45 anos, já tomou posse como prefeito de Três Lagoas. Ele, assim como o vice-prefeito Paulo Salomão (PSDB) e os 17 vereadores eleitos foram empossados na madrugada deste domingo, 1º de janeiro de 2017, no plenário da Câmara Municipal.

Guerreiro assim como os demais empossados fez o juramento e se comprometeu a honrar o cargo, a votação e a população de Três Lagoas. A sessão solene de posse foi presidida pelo vereador mais idoso, Gilmar Garcia Tosta (PSB). A ex-prefeita Márcia Moura esteve presente.

Durante o discurso, o prefeito agradeceu a população pela votação, aos pais que estiveram presentes, assim como aos amigos e familiares. Falou das metas, das dificuldades que o Brasil enfrenta, principalmente do descrédito da classe política, mas disse que é possível fazer a diferença. E, que em Três Lagoas, vai trabalhar para isso.

Disse que a partir de agora aumenta a responsabilidade. “Estou feliz, porque a população está, mas sou desprovido de vaidade e ego”, declarou.

O primeiro ato, segundo o prefeito, será o de plantar um pé de Jatobá, às 6h30 de segunda-feira (2), primeiro dia de trabalho, na avenida Filinto Muller, onde existia um que foi arrancado porque estava condenado devido aos cupins. O Jatobá simboliza a história de Três Lagoas.

(Com reportagem do site de notícias local JP News)

Veja Também

Comissão da Assembleia recebe relatórios de gestão fiscal dos Poderes
PMA multa pescadores presos pela Polícia Civil por pesca predatória
MPF cobra R$ 22 milhões de Puccinelli e ex-secretários
LDO terá audiência pública dia 27
Cadastro biométrico não é obrigatório no interior para eleições 2018, diz TRE-MS
Servidor público terá falta abonada para ir à reunião escolar
TCE-MS encaminha projeto de reajuste salarial à Assembleia
Vereadores da Capital propõem parcelar imposto em até 12x
Aprovados em concurso da Agepen pedem apoio por convocação
Segunda instância rejeita último recurso de Lula no caso do triplex