Campo Grande •28 de Junho de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto

Valdelice Bonifácio | Sexta, 17 de Março de 2017 - 16h27Presidente do PT-MS agradece a Temer: ‘ele nos unificou’Petistas, entidades de classe e movimentos sociais se uniram contra a Reforma da Previdência

Antônio Carlos Biffi, presidente regional do PT
Antônio Carlos Biffi, presidente regional do PT (Foto: Marco Miatelo)

Durante discurso na presença de manifestantes contrários à Reforma da Previdência, em Campo Grande, o presidente regional do PT-MS, Antônio Carlos Biffi fez um agradecimento ao presidente da República Michel Temer. “Tenho que fazer uma saudação ao Temer, ele conseguiu nos unificar”, mencionou.

Petistas, entidades de classe e movimentos sociais estão unidos em protestos contra a Reforma da Previdência que tramita no Congresso Nacional. A matéria é de autoria do governo federal e enfrenta manifestações em todo País.

Nesta sexta-feira, dia 17 de março, os manifestantes encerraram o acampamento montado em frente ao residencial de luxo Damha II, em Campo Grande, por determinação judicial. Contudo, os protestos serão mantidos em outras localidades. Neste fim de semana, por exemplo, haverá uma carreata pelas ruas centrais de Campo Grande.

Saiba mais sobre a Reforma da Previdência:

•    Para conseguir uma aposentadoria de 100% do salário de benefício, o trabalhador terá que contribuir com o INSS durante 49 anos e ter idade mínima de 65 anos. A regra vale para homens e mulheres. Portanto, seu(ua) filho(a) terá que começar a contribuir aos 16 anos de idade.

•    O tempo mínimo de contribuição para se conseguir o direito à aposentadoria passa de 15 para 25 anos para homens e mulheres.

•    A proposta de Reforma da Previdência também muda a aposentadoria dos servidores públicos. A idade mínima também será de 65 anos para homens e mulheres e mínimo de 25 anos de contribuição. A alíquota de contribuição da categoria passa de 11% para 14%.

•    A aposentadoria especial dos(as) professores(as) também é alterada. Ninguém poderá aposentar com idade inferior a 55 anos e pelo menos 20 anos de contribuição.

•    Os dependentes de pensão por morte também ficam com direitos reduzidos, o cônjuge só receberá 50% do salário de benefício, e menores de 21 anos receberão 10%. As regras valem para trabalhadores do setor privado, servidores públicos e políticos.

•    O trabalhador rural perde a garantia de segurado especial e passa a contribuir com a Previdência pagando alíquota estimada de 5%. As regras da idade mínima de 65 anos para homens e mulheres e mínimo de 25 anos de contribuição também vale para a categoria.

•    A aposentadoria por invalidez só será concedida ao segurado que sofrer acidente de trabalho.

Veja Também
Denúncia é 'trama de novela', defende-se Temer
Michel Temer é denunciado por corrupção passiva
Michel Temer defende reformas e diz que 'não há plano B'
Declarações de Palocci sobre delação soaram mais como ameaça, diz Moro
Palocci é condenado a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro
Presidente da Assembleia se reúne hoje com aprovados em concurso
Pedro Chaves quer reabrir processo contra Aécio
Domingo, 25 de Junho de 2017 - 11h42Câmara pode mudar regularização de terras Regularização fundiária é um dos temas mais polêmicos no país
Ministro da Justiça nega troca no comando da Polícia Federal
Gestão Temer é 'ruim' ou 'péssima' para 69% dos brasileiros
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento